quinta-feira, 28 de abril de 2011

Notícia - Lula recebe CQC com exclusividade e fala sobre o desafeto FHC

Rafael Cortez e ex-presidente Lula (Arte by: CQC Brazil)

O “Custe O Que Custar” da próxima semana terá a ilustre presença do ex-presidente Lula. O repórter Rafael Cortez, em um lapso de oportunismo, conseguiu capturar sábias palavras do mandatário, que agora curte férias enquanto sua sucessora, Dilma Rousseff, inicia seu primeiro mandato à frente do governo.

Durante o bate-papo, Cortez levantou uma das inúmeras polêmicas envolvendo o ex-presidente e seu antecessor, Fernando Henrique Cardoso. A mais recente disputa entre os homens fortes de PT e PSDB é para conquistar a prefeitura de São Paulo, em 2012.

Enquanto o partido da estrela vermelha quer mostrar que pode ser também de direita, os tucanos correm para assegurar a preferência da classe média, já que o alto escalão da maior cidade do país já é simpática aos ideais do partido.

No Twitter, o repórter do CQC fez mistério, mas garantiu que a entrevista rendeu – e muito: “Acabo de entrevistar o Lula. Ele respondeu às provocações do FHC sobre disputa pela prefeitura de SP com exclusividade pro CQC. E me fez um cafune! Haha!”

Não dá para perder! É nesta segunda, dia 2, às 22h15, na tela da Band.

Participem da nossa pesquisa!

Ontem quando o episódio nº 16 foi postado, eu expliquei que tratava-se de uma experiência nova. Pq?
Como bem sabem, os episódios da série tem uma faixa de 15 min mais ou menos (exceto o episódio nº 10 q durou 23min56min), e de Outubro pra cá já foram 2x q recebi conselhos de reduzir esse tempo, por dois motivos:
1) Me poupar, já q dá trabalho fazer.
2) Devo pensar nos expectadores de forma prática. (entendo eu q isso quer dizer q eu tenho q pensar nas pessoas q nem sempre tem 15min pra ficar assistindo vídeo)

Então resolvi seguir o conselho dessas duas pessoas e reduzi radicalmente o conteúdo do roteiro do episódio nº 16. Oq seria um episódio de quase 20 minutos no meu cálculo (afinal a autora mandou um roteiro de 8 páginas, rsrs) foi reduzido para 7min17seg.
ONZE pessoas já se manifestaram qto à pesquisa via email, twitter, aqui mesmo no Blog, e até em outros sites q freqüento. Gostaria que mais pessoas pudessem tmb se manifestar pq serão vocês q vão decidir o tempo dos episódios. E quem ''perder'' nessa espécie de votação terá q respeitar a decisão, certo?

Peço-lhes a quem ainda não o fez, q assistam o episódio nº 16:

Agora no espaço aberto para comentários a respeito desta postagem, comentem oq acharam o episódio e oq preferem: Episódios curtos como esse, ou, episódios mais detalhados c/ 15min assim como os anteriores.

Agradeço a colaboração de todos. Por favor, se identifiquem nos comentários, certo? Não aceitaremos comentários de anônimos. Essa pesquisa durará até o final da primeira quinzena de MAIO enquanto o episódio nº17 estiver sendo feito.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Enquete Megaliga CQC - Crise no Ego

Oi pessoal. como vocês sabem, quando a Lina posta um episódio novo da Megaliga CQC, a enquete é lançada.
O episódio de hoje, que é o 16º episódio, se chama "Crise no Ego", e foi escrita pela Alessandra Bittencourt. esse episódio é o 2º episódio de roteiro by fãs, sendo o 1º da 2ª temporada
As opções de votos vocês já conhecem de cor:



  • Foi Demais!
  • Até gostei, mas podia ter caprichado mais
  • Não gostei nem um pouco!

Agora é só votarem. a enquete encerra às 22:15 (horário de Brasília) do dia 16 de Maio. podem votar a vontade.
E pra quem ainda não viu o episódio, tem uma das 4 coisinhas bem pequenininhas pra vocês fazerem:
1-Aqui no blog ainda tem o post do 16º episódio. abaixo desse post, vocês verão esse episódio
2-Se estiverem vendo só esse post, tem o link desse mesmo episódio pra vocês verem. cliquem aqui
3-No topo da página, tem o painel de páginas pra vocês clicarem. clique na página "2ª temporada", e procure pelo 16º episódio que pode ou assistir nela ou ir pelo link do post desse episódio
4-Na segunda barra de páginas, tem o link que vai diretamente para o post desse episódio pra vocês assistirem, além de baixar o episódio

Até a próxima e... OS VILÕES ESTÃO À SOLTA, MAS NOSSOS HERÓIS ESTARÃO SEMPRE CORRENDO ATRÁS!!

Sigam os Twitter's da autora desse episódio: @CQC_Day e @AlehBitencourt

Episódio nº16 - Crise no Ego


Duas vezes me disseram q faço episódios longos demais! E isso dificulta aqueles q tem pouco tempo para assistir.
Agora quero ver se vcs sentem alguma diferença (q eu acho q sentirão SIM) quanto a este episódio q me serviu como uma experiência. Ele tem menos de 10 min!! Segui o conselho dessas duas pessoas. Mas... será q vinga?
Particularmente EU SENTI muito a diferença! Mas quero a opinião de vcs. Mandem seus comentários, por favor.



terça-feira, 26 de abril de 2011

Vídeos CQC 3.0 - 17º episódio


exibido após o CQC Nº 135 do dia 25/04/2011

Parte 1

Parte 2

Parte Final


Ainda hoje, o 16º episódio da Megaliga CQC, o 1º da 2ª temporada de roteiro by fãs

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Roteiro - #CQC135

Ilustra by: Lina Silva

Descrição da Ilustra: Palmirinha Onofre no CQteste hoje tmb promete entrar pra história.


Preparados pra verem o que o roteiro que o Marcelo Taspostou no seu blog?
Mas venho logo avisando: este roteiro é apenas um guia. Poderá sofrer alterações, amputações e inversões até a hora e, principalmente, durante a transmissão do programa, que é ao vivo. Relaxem e divirtam-se. Bom programa a todos!

Band, 22h15
Para ir ao estúdio: registre-se no site oficial CQC

Entre outras:



ATRÁS DE JAQUELINE RORIZ
SEMIFINAIS DO PAULISTÃO
DOCUMENTO DA SEMANA: ONDE ESTACIONAR O CARRO?
CARNAVAL FORA DE ÉPOCA EM BH: IVETE E CLAUDIA
IDENTIDADE NACIONAL
PROTESTE JÁ: A RUA MAIS ESBURACADA DO BRASIL
ANIVERSÁRIO DE BRASÍLIA
CQ TESTE: PALMIRINHA
LIVRO DO MIGUEL FALABELLA
TOP 5
O POVO QUER SABER

Não esquecendo que assim que acabar o CQC, tem o CQC 3.0, meia-hora de CQC ao vivo na net. amanhã, postaremos aqui no blog da Megaliga CQC o que aconteceu no CQC 3.0, pra quem perdeu a transmissão ao vivo

@MarceloTas põe na web um ''embrião de 'CQC''', sufocado por 'Seu' Adolpho

Com meia hora de duração, Mundo no Ar era um quadro do programa Aventura, que Fernando Barbosa Lima criou para a TV Manchete em 1986. Tinha em sua equipe "apenas" Fernando Meirelles, Marcelo Tas e Toniko Mello, a turma da produtora Olhar Eletrônico, também criadora do lendário Repórter Ernesto Varela.
E uma bancada com apresentador sério, encarnado por César Monteclaro, veterano profissional da extinta TV Tupi. Mundo no Ar era definido como um "telejornal ficcional" e tinha tudo para vir a ser um CQC, produto comercial mais bem-sucedido da Band hoje. Mas durou apenas um mês.

Foi tirado do ar pelo dono da emissora, Adolpho Bloch, judeu para quem o nível de deboche do grupo era descabido - mesmo que ao fim de cada edição, Mundo avisasse: "Este programa não tem comprometimento com nenhuma das versões da realidade." "O seu Adolpho nunca tinha visto o quadro e começou a ouvir falar daquilo. No dia em que resolveu assistir, nosso tema era pena de morte", lembra Tas. "E, como se a pena de morte já tivesse sido aprovada, nós saíamos às ruas perguntando às pessoas como elas gostariam de morrer. No final, colocamos uma propaganda da Apple, em que as pessoas se dirigiam a uma câmara de gás... Naturalmente, era uma crítica, e aquilo era um comercial, mas o Seu Adolpho nem quis nos ouvir, mandou tirar do ar".
A precoce carreira do Mundo no Ar estará em breve toda na web, no canal de TV do âncora do CQC dentro do portal Terra, que, aliás, até o fim do ano, terá também o acervo completo de Ernesto Varela.

Fonte: ESTADÃO

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Chegou a hora dooooos...

Previews do episódio nº16. =)
A partir dessa postagem colocarei a sinopse junto às imagens de preview, okay? Bora então.

Sob a responsabilidade de 3 dos nossos heróis ficou o cofre aonde se guarda as armas da megaliga cqc. Porém algo inesperado acontece e, apesar de ter sido 3 heróis designados à vigiar o QG e o cofre, apenas UM recebe toda a culpa nas costas pelas coisas terem saído errado! Seria isso justo?




A idéia dessa história foi dada por meio de uma fã da Mega Liga CQC q, após sua idéia ter sido avaliada e estar dentro do regulamento, foi aprovada.
Quer q sua história seja aprovada tmb? Basta nos mandar para o email megaligacqc@gmail.com   :)

Até mais!

terça-feira, 19 de abril de 2011

Vídeos - "De Frente com Gabi" entrevista @DaniloGentili

Como promessa é dívida (devido a eu ter dado o aviso no post dos vídeos do último CQC 3.0 postado), assistam a entrevista de Danilo Gentili no programa "De Frente Com Gabi" no SBT, exibido no último Domingo, pra quem perdeu o programa

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Parte Final

Vídeos CQC 3.0 - 16º episódio

exibido após o CQC Nº 134 do dia 18/04/2011

Parte 1

Parte 2

Parte final

AVISO
Ainda hoje postaremos o "De Frente Com Gabi" exibido no último Domingo, entrevistando o Danilo Gentili

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Roteiro - #CQC134

Ilustra by: Lina Silva

Descrição da ilustra: Pobre Marco Luque. Quis tirar a prova dos 9 depois de ter visto o vídeo da Suzana Viera no programa Altas Horas (Clique aqui para conferir)


Preparados pra verem o que o roteiro que o Marcelo Tas postou no seu blog?
Mas venho logo avisando: este roteiro é apenas um guia. Poderá sofrer alterações, amputações e inversões até a hora e, principalmente, durante a transmissão do programa, que é ao vivo. Relaxem e divirtam-se. Bom programa a todos!

Band, 22h15
Para ir ao estúdio: registre-se no site oficial CQC

Entre outras:

PÁSCOA DO BEM E PÁSCOA DO MAL
BRASÍLIA: A OPOSIçÃO SEM RUMO
DOCUMENTO DA SEMANA: OBESIDADE
TAXISTAS NO SHOW DO U2
IDENTIDADE NACIONAL
CONTROLE DE QUALIDADE
VELOZES E FURIOSOS
PROTESTE JÁ: EDUCAçÃO FÍSICA ZERO
GRUPO ESCOLAR CQC
VIRADA CULTURAL
CQ TESTE BETO BARBOSA
TOP FIVE (Mais uma mancada do Marcelo Tas de esquecer de pôr o "Top Five" na lista do roteiro)

Não esquecendo que assim que acabar o CQC, tem o CQC 3.0, meia-hora de CQC ao vivo na net. amanhã, postaremos aqui no blog da Megaliga CQC o que aconteceu no CQC 3.0, pra quem perdeu a transmissão ao vivo

sábado, 16 de abril de 2011

NOTA: Monica Iozzi "alfineta" Luciana Gimenez

 
Monica Iozzi alfinetou Luciana Gimenez, nesta sexta-feira (15), durante o Axé Brasil, realizado no Mega Space, região metropolitana de Belo Horizonte. A repórter do programa "CQC" falou sobre fama e revelou já ter cometido gafes na televisão.
Ao ser questionada se é necessário talento para se manter no televisão, Monica respondeu: “Às vezes até sem talento. A Luciana Gimenez está aí, né, gente?”, brincou. Sobre seu maior mico, ela disse que cometeu algumas gafes na TV. “Foi confundir nomes. Já chamei a Mariana Ximenes de Luana Piovani".


FONTE: CQCAlfa e QUEM

@DaniloGentili, @TheMansfield e famosos do "stand-up" estão na Virada

Seguindo a moda que veio para ficar, a Virada Cultural oferece, pela primeira vez, um palco exclusivo para a "stand-up comedy". O local fica no viaduto do Chá (centro de São Paulo) e terá apresentações em formato de esquetes de 28 humoristas famosos, como Danilo Gentili, Marcelo Mansfield, Marcio Ribeiro, Léo Lins e Robson Nunes.
O público vai ter a oportunidade de assistir de perto ícones do "stand-up", em cartaz em teatros e casas de show espalhados pelo país. E o melhor: de graça.
Veja o roteiro, que começa às 20h de sábado (16) e termina às 17h de domingo (17):


20h
Alexandre Porpetone
Comida dos Astros
Danilo Gentili
Léo Lins
Marcio Ribeiro
Murilo Couto
Rafael Cortez
Mestre de cerimônia: Marcelo Mansfield
23h
Alexandre Porpetone
Fábio Lins
Fábio Silvestre
Marlei Cevada
Maurício Meireles
Murilo Gun
Mestre de cerimônia: Marcelo Mansfield
2h
Hélio Barbosa
Marco Zenni
Marcos Castro
Marcos Veras
Rogério Morgado
Rudy Landucci
Mestre de cerimônia: Marcelo Mansfield 
5h
Fábio Güeré
Fábio Lins
Marco Zenni
Marcos Veras
Mhel Marrer
Patrick Maia
Victor Sarro
Mestre de cerimônia: Marcelo Mansfield
8h
Criss Paiva
Fábio Güeré
Fabio Porchat
Marcio Ribeiro
Robson Nunes
Renato Tortorelli
Mestre de cerimônia: Ênio Vivona
11h
Comida dos Astros
Fabio Porchat
Maurício Meireles
Marlei Cevada
Murilo Gun
Paulo Carvalho
Robson Nunes
Mestre de cerimônia: Ênio Vivona
14h
Marcio Ribeiro
Hélio Barbosa
Luis França
Rodrigo Cáceres
Alisson Diniz & Marccão Freire
Criss Paiva
Fabiano Cambota
Mestre de cerimônia: Ênio Vivona
17h
Comida dos Astros
Fábio Rabin
Hélio Barbosa
Marcelo Marron
Marlei Cevada
Victor Sarro
Mestre de cerimônia: Ênio Vivona

Fonte: FOLHA

quinta-feira, 14 de abril de 2011

"Todo comediante é inseguro", assume Danilo Gentili em entrevista ao De Frente com Gabi

Prestes a ganhar seu próprio programa de entrevistas na Band, o comediante Danilo Gentili é o convidado deste domingo (17), à meia-noite, do concorrente De Frente com Gabi, de Marília Gabriela, no SBT. Gentili, que lançou recentemente os livros Politicamente Incorreto e Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola, falou sobre seu começo de carreira:
- Comecei a usar a matéria-prima da minha vida (para fazer humor).
Ele não fugiu das polêmicas, que marcam sua trajetória na TV - no CQC - e no Twitter.
- Todo comediante é muito inseguro.

O comediante deu ainda sua opinião sobre piadas.
- Toda piada é preconceituosa. O trabalho dela é fazer rir.

Sobrou até para sua mãe.
- Me mãe me chama de Júnior e eu odeio.

FONTE: R7

Presidente da OAB afirma que rondonienses ofendidos podem entrar com ação na justiça contra Rafinha Bastos


O presidente da OAB/RO (Ordem dos Advogados de Rondônia), Hélio Vieira, participou na manhã desta quinta-feira (14) do programa da Rede TV de Rondônia, Fique Ligado, o programa apresentado por Euclides Maciel, abordou a questão sobre as piadas proferidas pelo comediante Rafinha Bastos ao povo de Rondônia em seu DVD "A arte do insulto".
Hélio Vieira, afirmou que inclusive ele sentiu-se ofendido com as afirmações feitas por Rafinha Bastos, de que o povo de Rondônia seria feio e filho do diabo. Segundo o presidente da OAB/RO, à essas ofensas cabem sim direito de processo judicial por parte de qualquer rondoniense que tenha se sentido ofendido por Rafinha Bastos.
A situação agrava-se pelo motivo dessas piadas estarem sendo divulgadas em um DVD comercializado em todo o país, fato que pode gerar constrangimento aos cidadãos rondonienses que estão em qualquer local do Brasil.
“Diante disso eu oriento o povo rondoniense, a sociedade e as pessoas que se sentiram ofendidas a procurarem um advogado e entrar com uma ação de danos morais no sentido de reaver uma retratação no direto de conseguir amenizar um pouco dessa dor da imagem do povo de Rondônia”, afirmou o presidente da OAB/RO, Hélio Vieira.
Participou também do programa o sargento Simplicio da Polícia Militar que afirmou estar extremamente ofendido com as declarações de Rafinha Bastos, e que inclusive sua filha está sofrendo bullying na escola em que estuda, após as piadas difamatórias contra o povo de Rondônia.
“As coleguinhas da minha filha que não são de Rondônia estão se valendo dessas piadas para tirar sarro com a cara das outras crianças de Rondônia”, afirmou o Sargento Simplício.
Até o momento, Rafinha Bastos, não manifestou nenhum posicionamento com relação à esse caso.


FONTE: Jornal Eletrônico Rondônia ao Vivo

Para os anônimos

"Espero q essa postagem deixe tudo claro para vcs, assim vcs não gastarão seus preciosos dedinhos em tc comentários do tipo de novo. Poupem-se! E nos poupem tmb."

Temos notado os comentários de muitos anônimos q gostam de meter o pau na gente ofendendo os roteiros q Kildare e eu escrevemos, fora criticando o blog, a serie da Mega Liga CQC, as ilustras dos roteiros CQC e tudo mais.

Mas temos notado tmb q é muito fácil para vcs, srs. e sras. Anônimos nos ofenderem já q ''por detrás de uma cortina'' todo mundo é corajoso, né mesmo? É um festival de 'vou esconder quem sou' q é uma beleza.

Não aprovamos os comentários de vcs pq não apoiamos a covardia! Uma pessoa q omite o seu nome só pode ser um covarde, pq até quem não tem conta no blogger aqui, se tem caráter, não usa isso como desculpa para não se identificar nos comentários.

Estão temendo algo? Oq por exemplo? Se não... qual o problema de vcs?
Nos criticam de forma OFENSIVA? Então nos ensinem a fazer melhor! Estamos aqui dispostos a ler suas idéias q com certeza devem ser bem revolucionárias, né mesmo, já q não agradamos vcs nunca. Mas por favor, tenham caráter e coragem p/ se identificarem, tá certo?

E pra quem realmente quer saber: em Outubro de 2010 e em Março de 2011 eu mandei sim email aos caras do CQC com o link dos respectivos episódios dublados (nº12 e nº15). Nenhum deles é vidente ou tem bola de cristal pra saber q alguém, em algum canto do Brasil fez uma animação envolvendo personagens representando-os, a menos q alguém os comunique. E peço sim ''POR FAVOR'' pq se vc, q me fez o comentáriozinho sr. ou sra. Anônimo, ñ está acostumado(a) a ter modos pra pedir as coisas, é problema seu.

Atenciosamente,
Lina Silva

quarta-feira, 13 de abril de 2011

"O humor não deve ter limites", diz @RafinhaBastos

"Para mim, humor controlado não é humor, não tem graça", diz Rafinha

Nem Ronaldo, nem Luciano Huck, tampouco Barack Obama. Segundo o "The New York Times", a personalidade mais influente do Twitter é Rafinha Bastos.

O comediante de stand-up, conhecido por seus comentários ácidos e bem-humorados, é mesmo um fenômeno midiático.

Além de ter vídeos entre os mais visualizados no YouTube, Rafinha faz sucesso na TV com o "CQC" e "A Liga", ambos transmitidos pela Band, é o empreendedor por trás de um dos palcos mais disputados de São Paulo, o Comedians Club, especializado em humor, e agora também está nas prateleiras com o DVD "A Arte do Insulto", seu antigo show, que rodou o país por sete anos.

Em entrevista ao Metro Rio, Rafinha comenta o seu sucesso simultâneo em tantas frentes.

Como você está encarando a exposição na mídia, depois de ser eleito o homem mais influente do Twitter?
É muito bacana, principalmente, porque tudo isso é fruto da qualidade do meu trabalho. Nunca quis estar na mídia, mas se estou graças às minhas criações, é muito gratificante.

Qual é o segredo para fazer sucesso em diferentes mídias?
Isso é uma coisa que me deixa muito feliz. Há mais de dez anos, invisto em conteúdo para internet, apostei nesse meio. Tudo acredito na sinceridade do que faço. Tudo o que faço sou eu, não interpreto nada. Todas as minhas criações têm como inspiração minha própria vida. Acho que, por isso, independentemente da mídia e do formato, as pessoas se identificam.

Como foi o começo da sua carreira? Como você foi selecionado para o "CQC"?
Desde 2003, faço standup. Fui um dos precursores do formato no Brasil. Era um modelo americano e, no Brasil, começaram a surgir grupos no Rio e em São Paulo. Eu fazia parte do paulista. Como o formato é muito ágil e aborda o factual de forma irreverente, funcionou. E até hoje funciona. Mas no início, o público começou a aparecer pela internet. E, por conta desse meu trabalho na rede, fui chamado pelo Tas para fazer o "CQC".

Você gosta de ver TV? O que você acha do humor na TV atualmente?
Vejo muita TV. Quando fui fazer faculdade, escolhi fazer jornalismo por isso: sempre quis trabalhar com televisão. No entanto, nunca gostei muito do humor da TV. Sempre achei que esse humor não era direcionado para mim, nem para meus amigos e pessoas que vivem ao meu redor. É isso que eu exploro: fazer humor para pessoas parecidas comigo. Deu certo.

Você tem alguma influência no humor?
Não diria influência, mas sempre respeitei muito o pessoal do "Casseta e Planeta". Sei que minha geração só está aqui e consegue fazer o que faz porque antes esses caras conseguiram quebrar algumas barreiras e preconceitos. Sou muito fã da trajetória deles.

Para você, humor tem limite?
Tento não me barrar pelo tema. Eu me direciono somente pela graça. Se acho engraçado, eu falo. E acho que tem que ser assim, o alvo do humor não deve ter limite. Para mim, humor controlado não é humor, não tem graça.

Como surgiu essa mistura entre jornalismo e comédia que você explora tanto no "CQC" quanto em "A Liga"?
Acho muito interessante que haja esse cruzamento. O jornalismo, atualmente, é muito repetitivo, muito chato. As matérias são iguais, os modelos são os mesmos. Quase não vemos diferença entre os telejornais de duas emissoras, por exemplo. Por isso, acho essa mistura bastante produtiva. A partir dela, podemos abordar temas sérios de uma forma inusitada e até atrativa. Por exemplo, na atual temporada de "A Liga", vamos abordar temas que precisam ser debatidos, como o aborto e trabalho escravo, de uma forma mais participativa, de um ponto que ninguém explorou antes. Isso é fundamental para um debate mais produtivo.

E quanto às declarações do deputado Jair Bolsonaro no "CQC"? Qual a sua opinião sobre elas?
Sou sempre a favor da informação, por isso acho que ele deve ser exposto mesmo, afinal ele já foi eleito seis vezes. A população precisa saber que existe preconceito e existe racismo no Brasil, e ele está também no Congresso. Apesar de parecer o contrário, a liberdade de expressão é muito restrita no país. Não discutimos e negamos temas que são tabu. Pode ser até um choque para alguns, mas é saudável para a população. Bolsonaro precisa aparecer porque tem gente que vota nele.

Fonte: eBand

terça-feira, 12 de abril de 2011

Vídeos CQC 3.0 - 15º episódio

exibido após o CQC Nº 133 do dia 11/04/2011

Parte 1

Parte Final

EXTRA!!!

Vejam a matéria exibida no programa "A Noite é Uma Criança" com Otávio Mesquita, mostrando os bastidores do CQC 3.0 (matéria exibida na última quinta-feira)

Resultado final - Enquete de "Missão Quase Impossível"


Oi pessoal. antes de falar do resultado final da enquete, estão perguntando "por que colocou o banner da Megaliga CQC no começo desse tópico, hein?". a resposta é bastante simples: decidi usar o banner também como figura dos resultados finais da enquetes dos episódios que irei postar. afinal, estamos na 2ª temporada do nosso projeto, não é?

E vamos para o resultado final da enquete do 15º episódio, "Missão Quase Impossível", o 1º episódio da 2ª temporada e também o 2º episódio dublado pelos fãs do CQC
E nesse episódio conta com a participação mais especial e mais "kawaii" ("Bonito" em japonês, pra quem não sabe esse idioma) da Daphne, sobrinha da desenhista Lina Silva e que é filha da dubladora do Danilo Gentili, a Cínthia Souza
E pra quem viu o episódio, tem o alerta no começo, que é o seguinte: "Apesar de tons humorísticos, esse episódio serve de alerta para quem tem criança na família"

E vamos logo para o resultado final, que teve no total de 51 votos:

  • Foi Demais! - 38 votos (74%)
  • Até gostei, mas podia ter caprichado mais - nenhum voto (0%)
  • Não gostei nem um pouco - 13 votos (25%)

Pois é, pessoal, mesmo que a Megaliga CQC voltou e com 2º episódio dublado por fãs e receberem elogios de alguns CQC's que viram o episódio, depois que a Lina mandou por e-mail (vide os e-mails respondidos por Danilo Gentili e por Felipe Andreoli), além também dos fãs do nosso projeto que gostaram da volta do nosso projeto, ainda tem gente que acha que enviamos vários e-mail cobrando e pedindo insistentemente pra eles verem. para os que pensam nisso, releiam o que a Lina falou sobre isso quando recebeu a resposta do Oscar Filho, ao ver o 12º episódio:

"Diferente do que possam pensar, ninguém que curte a Megaliga CQC, e nem mesmo eu, Lina Silva ou Kildare Sena forçamos ou intimamos alguém à assistir os episódios da série. x)

Montei o episódio, e no twitter da Megaliga CQC ou se conhecemos o email de alguns do CQC (por meio de seus sites e blogs) a gente divulga, sem apontar arma na cabeça de ninguém intimando a assistir
"
Lina Silva, desenhista e criadora da Megaliga CQC -

E mesmo assim, o pessoal ainda acreditam o contrário. mas... continuem pensando aí e quando verem que é o que a Lina falou, as máscaras de vocês irão cair.
Mas mesmo que o "Não gostei nem um pouco" quer tentar superar o "Foi Demais!", nunca irá conseguir. como sempre falo nos resultados finais anteriores, fã que é fã, ama o CQC e a Megaliga CQC e elogiam sem parar, além de criticarem sem fazer ofensas.

Ah, e quero mandar parabéns pros dubladores desse 15º episódio (pra quem quiser ver os nomes, vejam no fim do episódio, clicando aqui)

E você que tá lendo o nosso blog também tem imaginação e criatividade e quer mandar pra nós a sua história da Megaliga CQC, vá em "Fale Conosco" que tá embaixo do banner e vocês saberão como funciona. mas avisando logo: tenha paciência e menos ansiosos pra esperar a sua história virá episódio da Megaliga CQC ou não, combinado?

Até o próximo post e pra quem espera os vídeos do CQC 3.0 aqui no blog, ainda vai aparecer hoje. portanto, aguardem mais um pouco, tá? FUI!!!

Exclusivo: um papo com @RafinhaBastos

Entre shows de 'stand-up comedy', reportagens e a apresentação do 'CQC' e 'A Liga', o comediante, jornalista e ator Rafinha Bastos arrumou um tempo para responder às perguntas do MSN em vídeo exclusivo! Aqui, ele fala sobre seu novo DVD, 'A Arte do Insulto', além de seu trabalho como comediante e revela que quer atuar mais.
Fonte: MSN Vídeo
<br/><a href="http://video.br.msn.com/watch/video/exclusivo-um-papo-com-rafinha-bastos/66dvenuq?src=v5:embed:&fg=sharenoembed" target="_new"title="Exclusivo: um papo com Rafinha Bastos">Vídeo: Exclusivo: um papo com Rafinha Bastos</a>

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Roteiro - #CQC133

Ilustra by: Lina Silva


Descrição da Ilustra: @ parece muito orgulhoso de si pelo abraço q ganhou de Bono Vox, mas sempre tem um ''capeta em forma de guri'' pra fazer seus comentários maldosos.


Preparados pra verem o que o roteiro que o Marcelo Tas postou no seu blog?
Mas venho logo avisando: este roteiro é apenas um guia. Poderá sofrer alterações, amputações e inversões até a hora e, principalmente, durante a transmissão do programa, que é ao vivo. Relaxem e divirtam-se. Bom programa a todos!

Band, 22h15
Para ir ao estúdio: registre-se no site oficial CQC

Entre outras:

AMOR NO RIO
CONTROLE DE QUALIDADE: DEPUTADO SABE O QUE É DENGUE?
NOVELA DA GLOBO: CORDEL ENCANTADO
IDENTIDADE NACIONAL
TIRIRICA
PROTESTE JÁ: CAIU A PONTE DA USP
DESFILE DE HOMEM DE TERNO
GRUPO ESCOLAR: PARTIDOS POLÍTICOS
RESTA UM: MC CATRA
ATRÁS DO U2
TOP FIVE (outra mancada do Marcelo Tas de esquecer de colocar o "Top Five" no roteiro do programa)

Não esquecendo que assim que acabar o CQC, tem o CQC 3.0, meia-hora de CQC ao vivo na net. amanhã, postaremos aqui no blog da Megaliga CQC o que aconteceu no CQC 3.0, pra quem perdeu a transmissão ao vivo

Vídeo - @MarceloTAS e @MarcoLuque recebendo o troféu Imprensa

ELES MERECEM TODOS OS TROFÉUS IMPRENSA!


Cortesia do blog CQC in Love

domingo, 10 de abril de 2011

CQC é eleito o melhor humorístico de 2010 no Trofeú Imprensa junto com o ‘Show do Tom’

Foi gravado na última terça (5), nos estúdios do SBT em São Paulo, a 53ª edição do “Troféu Imprensa”, que premia os melhores da televisão brasileira em 2010.
Rodrigo Faro, Nx Zero, Calcinha Preta, Patrícia Pilar e Marcelo Tas eram alguns dos convidados que estavam presentes na gravação deste ano.
Desta vez, Silvio Santos resolveu mudar a forma de entrega dos troféus de anos anteriores. Ao invés dele mesmo fazer, Silvio chamava um dos jurados ao palco, que dava o prêmio ao artista e ainda poderia o entrevistar.
Alguns resultados da premiação gravada ontem já vazaram na internet.
“CQC” e “Show do Tom” empataram como melhor humorístico de 2010. Já a novela “Ti Ti Ti”, da Globo, faturou como melhor novela. Eliana ganhou como melhor apresentadora, enquanto Hebe Camargo como melhor entrevistadora.
O “53º Troféu Imprensa” vai ao ar no próximo domingo (10), a partir das 20h, com três horas de duração.
Vencedores:
  • Humorístico
    CQC
    Show do Tom
Fonte: Portal CQC

sábado, 9 de abril de 2011

NOTAS: @RafinhaBastos em foto com Geisy Arruda e ''assinando contrato'' com A Praça É Nossa.

A ex-participante de A Fazenda 3 Geisy Arruda postou uma foto dela ao lado do comediante Rafinha Bastos nesta sexta-feira (8).
Depois, a ex-estudante da Uniban - conhecida por ter sido hostilizada na faculdade paulista ao ir à aula com um vestido rosa curto - escreveu uma mensagem elogiosa ao apresentador do CQC: "gente o que é a voz do @rafinhabastos?? Que delícia... Pronto falei!".

Na última quinta-feira (7), o humorista Rafinha Bastos, apresentador do "CQC", divulgou no Twitter uma foto ao lado de Carlos Alberto de Nóbrega, com um papel e caneta nas mãos, dizendo ter assinado contrato com o SBT.

O comediante, que há pouco tempo foi considerado o mais influente no mundo dentro do microblog, postou a mensagem: “Obrigado Band, obrigado ’CQC’. Entro agora numa nova fase da minha carreira”.

Porém, tudo não passou de uma brincadeira entre eles.

Fontes: Terra e NaTelinha

sexta-feira, 8 de abril de 2011

PARABÉNS @MarcoLuque - 37 Anos!!!

E hoje, dia 8 de Abril de 2011, alguém está completando 37 anos de vida. estamos falando nada mais, nada menos do que Marcos Luque Martins, ou para os íntimos, Marco Luque

Segundo o site Significado Nomes, "Marcos" vem do Latin, que quer dizer "O Grande Orador" (será que ele é igual ao que diz o significado do seu nome? :-P).
E pra homenagear o aniversariante de hoje, fiz uma montagem que dizia, ao pé-da-letra, o significado do nome do aniversariante de hoje. será que irão gostar dessa montagem? se sim, esperem a próxima montagem do próximo aniversariante, tá OK?
até o próximo post e... PARABÉNS @MarcoLuque!!!

Curiosidade: Marco Luque é do signo de Áries no horóscopo do Zodíaco e de Tigre no Horóscopo Chinês

Monica Iozzi: CQC, nono integrante e Twitter


Em entrevista ao site Famosidades Monica Iozzi fala sobre a rotina de gravações do CQC, o nono integrante e porque saiu do Twitter. Confira:

Clipagem Famosidades Entrevista: Monica Iozzi (http://entretenimento.br.msn.com/famosos/entrevistas-artigo.aspx?cp-documentid=28280026&page=4)

Por TAYNARA MAGAROTTO

SÃO PAULO - Desde quando entrou no páreo na disputa para ser a oitava integrante do “CQC”, da Band, Monica Iozzi se destacou. E foi no dia 29 de setembro de 2009 que a famosa “caipira” foi conhecida nacionalmente. Nascia uma estrela.

Natural de Ribeirão Preto, interior de São Paulo, Monica é formada em Artes Cênicas pela Unicamp e, pretendendo se destacar como profissional, resolveu se inscrever no concurso do programa da Band.

Na atração comandada por Marcelo Tas, Monica tem foco em reportagens sobre política, e é conhecida por suas sutilezas no tratamento de notícias que muitos consideram absurdas. Com a capacidade de tirar a resposta que interessa dos entrevistados, Monica conseguiu balancear o jeitinho feminino com a garra de qualquer repórter pela verdade como ninguém.

Em entrevista exclusiva ao Famosidades, “a terceira melhor repórter do ‘CQC’” aos olhos de Tas contou como foi o início de sua carreira, os bastidores da construção de cada reportagem da atração, suas dificuldades, e muito mais. Aliás, a entrevista entra no ar em um dia especial: nesta quinta-feira (7), é comemorado o Dia do Jornalista. Nada mais propício, não é?!

Monica também falou da sua amizade com os outros integrantes do “CQC”: “Sou mais próxima do Cortez, do Danilo e do Oscar. De vez em quando assistimos ao programa juntos ou saímos para jantar. São meus amigos queridos! Sei que posso contar com eles pra tudo, sempre me ajudam muito”.

Somos meio bombeiros: temos que ficar de plantão, esperando a sirene tocar. Se aparece uma pauta a gente sai correndo! Às vezes nem dá tempo de fazer a maquiagem direito!”, analisou.

Além disso, a paulista contou quais são as principais dificuldades na profissão de repórter, e claro, pontuou as mudanças positivas e negativas que aconteceram na sua vida após sua entrada para o programa.

Única integrante que não faz stand-up comedy, Monica não tem vontade de partir para esse tipo de humor, e ela ainda colocou a boca no trombone: “Se eu fizesse um show agora seria para aproveitar o sucesso do ‘CQC’ e ganhar uma grana. Sei que devo estar perdendo uma ótima oportunidade de ganhar dinheiro rapidamente, mas isso não me atrai. Durante muitos anos eu tive que trabalhar com coisas das quais eu não gostava para me sustentar. Não quero mais isso”.

Cantadas durante reportagens tiveram lugar no bate-papo. A "CQC" mostrou seu lado feminista e finalmente esclareceu por que abandonou o Twitter: “Apesar de sentir falta da troca de ideias e do carinho das pessoas, não pretendo voltar”.


FAMOSIDADES - Todos conhecem a sua faceta como primeira e única mulher repórter do “CQC”. Porém, muita gente não conhece como foi sua vida antes de entrar para a “fama”, digamos assim. Para começar, eu gostaria que você contasse um pouco da sua trajetória antes de entrar para o programa.

MONICA IOZZI - Eu sou de Ribeirão Preto, interior de São Paulo. Desde muito pequena tinha vontade ser atriz. Comecei a fazer teatro na escola, depois entrei para um grupo amador e na hora de escolher que faculdade cursar não consegui fugir. Me formei em Artes Cênicas na Unicamp e em 2006 me mudei para São Paulo. Já em 2009 resolvi voltar para Ribeirão, as coisas estavam cada vez mais difíceis na capital. E foi durante esta temporada de volta ao interior que decidi me inscrever no concurso do 8° Integrante do 'CQC'. E cá estamos!

Você encontra ainda alguma dificuldade quando faz matérias? Qual é a parte mais difícil desta profissão?

Sempre [risos]! Cada tipo de matéria tem os seus obstáculos. Na política, por exemplo, atenção é tudo. Se você cometer algum deslize ao formular a pergunta, pode dar ao entrevistado a chance de se esquivar ou simplesmente fugir de uma resposta sincera. Já no futebol lidar com as torcidas organizadas é tenso, torço sempre pelo empate. Ninguém merece ter que entrevistar a torcida do time que está perdendo, Ave Maria! Isso sem falar das cotoveladas de seguranças ou da grosseria em excesso de algumas celebridades.

Em suas primeiras matérias, dá pra perceber que muitos políticos colocavam a mão na sua cintura e não te levavam muito a sério. Talvez por machismo. Hoje, eles têm outra postura. Para você, qual foi o momento e o porquê de eles mudaram de postura?

Acho que era uma maneira de eles tentarem me desmoralizar. Mesmo antes de ir para Brasília eu já sabia que seria tratada desse jeito. O Congresso Nacional ainda é um lugar extremamente masculino e machista. Mas a mudança de comportamento dos parlamentares não demorou a acontecer. Desde a primeira vez em que fui para Brasília tentei deixar bem claro qual era o meu papel ali. E hoje é muito bom ver que alguns destes homens, que me trataram com tanto desprezo e sarcasmo no início, correm para seus gabinetes ao me ver. Parece engraçado, mas é verdade, isso acontece!

A Band já revelou que está atrás do nono integrante do “CQC”. Oscar Filho, Danilo Gentili e Felipe Andreoli indicaram alguns nomes. Você também?

Diretamente não. O amigo de uma amiga pediu para que eu entregasse o seu material na produtora. Entreguei. Amigos são pra essas coisas... Mas não sei a quantas anda essa seleção. Só espero que seja alguém bacana, que vista mesmo a camisa. Porque pode parecer muito divertido fazer o ‘CQC’, e é. Mas também é bem difícil, viu?!

E se esse nono repórter for mulher? Vai rolar algum tipo de ciúme?

Nada! Seria ótimo! Eu gostaria muito que fosse uma mulher. Alguém para dividir as minhas aflições, conversar sobre maquiagem... O ‘CQC’ é extremamente masculino, mas não tão machista quanto o Congresso Nacional [risos]. Sinto falta de um olhar um pouco mais feminino no programa. Quem sabe, né?!

Nesta quarta temporada do programa, você já começou a estrelar comerciais publicitários. Em um informa de uma marca de produtos de limpeza, por exemplo, você assume um discurso “feminista”. Como é sua visão sobre mulheres e homens?

Acredito nos direitos e deveres iguais, mas na medida do possível. Há algumas funções que os homens desempenham melhor do que a maioria das mulheres e vice-versa. Em casa, acho que não há nada que uma boa conversa não resolva: se as mulheres cozinham, os homens lavam a louça, uai! Se eu sei instalar o DVD, meu namorado pode aprender a passar a própria camisa, não? Mas no trabalho a coisa costuma ser mais complicada. As mulheres ainda ganham bem menos do que os homens, mesmo na mesma função. O preconceito existe, mas quase ninguém fala sobre isso.

Há algum assunto que você não faz questão cobrir algum dia?

Não, acho que não. Se você conseguir bons personagens qualquer pauta pode ficar legal, independente do assunto.

Quais foram os pontos positivos e negativos depois da sua entrada para o “CQC”?

Talvez o primeiro ponto positivo tenha sido aquela sensação boa que a gente tem quando consegue algo que queria muito. Foi tudo tão gostoso! Conheci alguns dos meus melhores amigos, aprendi uma nova e maluca profissão, o carinho das pessoas na rua... E os pontos negativos acabaram me ajudando também. O ‘CQC’ me mostrou a maldade. É claro que a gente sabe que as pessoas podem ser más, cometem atrocidades e tal. Mas vivenciar a maldade é bem diferente. Você se pergunta: Será mesmo que uma pessoa é capaz de fazer isso? O ‘CQC’ me fez perceber que sim, ela é. Os mundos da política, da fama e do futebol podem ser bem mais sujos e maldosos do que a gente imagina quando está em casa sentado em frente à televisão. Mas, como eu disse, isso também foi bom. Descobrir que o mundo não é cor de rosa e que nem todo mundo trabalha para o melhor pode te ajudar a se defender melhor. Foi isso que aconteceu comigo.

Como é a rotina de um repórter do “CQC”? Marcelo Tas dá dicas de abordagem e o caminho que as matérias devem seguir ou é tudo na base do improviso?

O ‘CQC’ é sempre uma surpresa. Como dependemos dos eventos de cada semana, não temos uma rotina. Acho que eu ainda consigo me programar melhor porque costumo ir para Brasília com frequência, mas geralmente é uma bagunça [risos]! Somos meio bombeiros: temos que ficar de plantão, esperando a sirene tocar. Se aparece uma pauta a gente sai correndo! Às vezes nem dá tempo de fazer a maquiagem direito! O Tas é o âncora do programa. Ele não tem participação direta no trabalho dos repórteres. Quem trabalha mesmo com a gente são os produtores e os diretores.

Uma coisa que todo o mundo quer saber: como é a relação dos repórteres do programa atrás das câmeras? Vocês saem juntos, vão um à casa do outro...?

Ah, temos uma relação muito legal. Sou mais próxima do Cortez, do Danilo e do Oscar. Mas não conseguimos nos ver muito, quase sempre estamos em cidades diferentes por causa do CQC ou dos shows. De vez em quando assistimos o programa juntos ou saímos pra jantar. São meus amigos queridos! Sei que posso contar com eles pra tudo, sempre me ajudam muito.

Muitos, se não todos os repórteres do “CQC” fazem stand-up comedy. Você não. Por quê?

É, eu não tenho. Nunca pensei em fazer stand-up. Não sou este tipo de humorista, nunca quis ser. Se eu fizesse um show agora seria para aproveitar o sucesso do ‘CQC’ e ganhar uma grana. Sei que devo estar perdendo uma ótima oportunidade de ganhar dinheiro rapidamente, mas isso não me atrai. Durante muitos anos eu tive que trabalhar com coisas das quais eu não gostava para me sustentar. Não quero mais isso. Não quero mais trabalhar apenas pelo dinheiro. Quero estar envolvida em trabalhos que realmente me interessam, quero trabalhar com paixão, sabe?!

Desde quando entrou no programa, você faz sucesso com suas reportagens. Já recebeu convite de outras emissoras?

Ainda não recebi nenhum convite, não. Esta é apenas a minha segunda temporada no ‘CQC’ e estou muito feliz na Band. Mas ainda quero fazer muitas coisas diferentes na TV, trabalhar como atriz por exemplo. Quem sabe no futuro...

E o que fez você sair da carreira de atriz e se interessar a integrar o time do “CQC”?

Eu sempre fui muito fã do ‘CQC’ e a carreira de atriz é muito instável. Então pensei em mudar um pouco o foco. Mas uma coisa não exclui a outra. Nunca deixarei de ser atriz e adoro ser repórter do ‘CQC’.

O papo que mais rola na internet agora envolvendo seu nome é sua saída do Twitter...

Pois é... Eu resolvi sair do Twitter porque acabei me viciando. Cheguei a passar seis horas seguidas twitando, era muita perda de tempo! E, apesar de sentir falta da troca de ideias e do carinho das pessoas, não pretendo voltar. Acho que computador não é comigo, não. Eu também não tenho Facebook e nem estou em nenhum outro site de relacionamento. Também não tenho paciência com aquele pessoalzinho que entra na internet pra falar bobagem, ofender as pessoas, falar coisas preconceituosas. O cara está frustrado com a própria vida e sai despejando seu ódio. Uns covardes, isso sim. Na internet todo mundo é machinho, né? O mundo virtual não me atrai não, prefiro gente ao vivo e a cores. Devo ser ultrapassada, fazer o quê? [risos]

Você é uma mulher bonita.... Conta aí: recebe muita cantada durante as reportagens?

Quando gravo com o povo nas ruas ou em algum estádio sempre rolam umas brincadeirinhas, alguém grita alguma gracinha, mas nada sério. É sempre muito engraçado!

Já levou cantada de algum famoso?

Mas de algum famoso? Hummm... Não, não, não. Bem que eu gostaria, mas não não não. Brincadeira [risos]"

Aos 29 anos, como você enxerga Monica Iozzi daqui a dez anos?

Ai... Eu poderia ter feito um filme do Almodóvar e ganhado o Urso de Prata de Melhor Atriz! Imagina? A lôka [risos]! Eu quero estar mais madura, sinto falta de maturidade. Deve ser bom ter quase 40 anos. Espero que eu esteja mais segura, mais calma, mais em paz comigo e com o mundo. Tenho quase 30 anos e ainda sou uma bomba relógio! Espero que aos 39 eu seja mais mulher e menos "menina maluquete caótica".

  
Fonte: CQC Blog