sábado, 31 de março de 2012

Vídeo - Vídeo de jovem beltronense é destaque no @TopFiveBrasil


Durante a 25ª Expobel, a repórter Indianara Paes, da TV Beltrão, fazia uma reportagem sobre o Projeto Caminhos do Leite sem imaginar que o vídeo daquele dia se tornaria um hit na internet. O motivo? Duas entrevistas com jovens beltronenses. Na primeira, uma garota que estuda no primeiro ano do Colégio Agrícola do Sudoeste responde, com sotaque carregado, que ordenhar a vaca é 'empolgante'. Depois, um menino, ao ser perguntado sobre o trabalho de ordenhar a vaca, responde somente 'leite'. O vídeo foi colocado no Youtube e apareceu em diversos sites de humor, até ser exibido segunda-feira, 26, no programa CQC, da Rede Bandeirantes, no quadro 'Top Five'.

"Pela manhã, a produção do CQC entrou em contato com a gente para saber mais informações da TV e também do programa em que a matéria foi exibida. As entrevistas foram espontâneas, engraçadas e, em nenhum momento, as publicamos querendo tirar sarro das pessoas", afirma Clênio Mello, editor da TV Beltrão.

Já é o terceiro vídeo do editor que tem destaque nacional. "Primeiro tivemos o da Isoléia, que deu uma entrevista e estava bastante nervosa. O vídeo foi editado e parou em diversos sites, tendo ela a oportunidade de participar do programa da Eliana [na ocasião, apresentado por Ratinho] como vídeo da semana. Depois, tive outro vídeo que foi muito bem visto e quase se classificou para participar do quadro Bola Murcha, do Fantástico", comenta.

Clênio iniciou o canal no Youtube justamente para postar os vídeos das partidas de futsal do quadro Batendo Bola, que ele tem no seu programa Clip Mania. "Comecei para colocar os jogos. Depois, postei o 'Fora do Ar', programa de erros da TV Beltrão, e resolvi colocar algumas coisas dos nossos bastidores. Deu certo e tivemos mais de 1,4 milhão de acessos no vídeo da Isoléia e acredito que esse também chegue a 1 milhão."

O trabalho começa nas redes sociais, divulgando o vídeo no Facebook, Twitter e Orkut. "Depois, eu procuro esses sites de humor e envio os vídeos como sugestão, se eles gostam, eles postam e as visualizações aumentam bastante", explica Clênio. Ele espera que, assim como Isoléia, que teve a oportunidade de conhecer São Paulo por causa do vídeo, as duas crianças que apareceram no CQC também tenham algum ganho com o sucesso na internet. "É interessante que divulga também a TV Beltrão. Agora a gente já tem uma conta conhecida no Youtube, com mais de 2 milhões de acessos e mais sucessos podem aparecer", brinca o editor.


Pra quem ainda não viu o vídeo, vejam o vídeo abaixo

sexta-feira, 30 de março de 2012

Entrevista - @MauMeirelles sobre '@ProgramaPanico' na Band: 'Seremos aliados'


Maurício Meirelles estava ansioso para a temporada de "CQC" em 2012. Depois de um "estágio intensivo" no ano passado, quando gravou todos os tipos de pautas para a atração, o comediante parece ter definido a área que cobrirá: política. Desde a estreia, no dia 12 de março, é Maurício que está encarando as "celebridades" de Brasília. "Sou um repórter mais ácido, gosto de ficar com o dedo na ferida dos políticos".

Em conversa com o iG Gente, o repórter falou sobre a ida do “Pânico na TV!” para a Band. Em nenhum momento ficou com medo das comparações e da briga por espaço na casa. “No começo eu fiquei pensando como seria, principalmente sobre as pautas, mas vi que não tem nada a ver. Não seremos concorrentes. São linguagens muito diferentes. O 'Pânico' é mais popular, tem um humor de ‘bagunça’. Já o 'CQC' é mais opinativo, mais político”, disse Maurício, que complementa: “Vai ser do caramba ter o 'Pânico' na Band. Eu sou muiito fã deles, conheço eles e acho o trabalho fantástico".

O humorista, que já trabalhou como roteirista no programa de Marcos Mion “Legendários” e faz parte da peça de stand up "Seleção do Humor", em São Paulo, afirma nunca ter se incomodado com as críticas que recebeu da imprensa depois de ter substituído Rafinha Bastos. "Era inevitável que comparacem. Eu entrei na hora que ele saiu, mas não tem nada a ver. Eu sou repórter, o Rafinha era apresentador. Eu adoro ele e admiro muito o trabalho dele, mas o meu é diferente”.

Confira mais trechos do bate-papo...

Política

“Sou um repórter mais ácido, gosto de ficar com o dedo na ferida dos políticos e fazer pautas assim. Quando faço celebridades, não tenho esse prazer todo, já que elas não nos devem nada para serem cobradas, como é o caso dos políticos. “Em 2011 fiz um estágio intensivo no 'CQC'. Eles me colocaram para fazer todas as pautas. Eu fiz política, celebridade, futebol, todas”.

"Pânico"

“Vai ser do caramba ter o 'Pânico' na Band. Eu sou muiito fã deles, conheço muitos deles e acho o trabalho fantástico. Seremos aliados, não seremos concorrentes. São linguagens muito diferentes. O 'Pânico' é mais popular, tem um humor de ‘bagunça’. Já o 'CQC' é mais opinativo, mais político”.

Bancada do "CQC"

“Não penso nisso. Meu teste foi para reportagem e nesse momento é o que eu quero. Talvez daqui a um tempo isso pode mudar e eu querer ser apresentador de programa infantil”.

Stand up

“Eu já faço shows há muito tempo. Faço stand up também, mas nesse momento meu foco é o programa. Mesmo porque eu eu tenho poucos dias livres pelo meu contrato para isso. Mas tenho conciliado as agendas sim. O programa deu uma maior visibilidade, as pessoas têm me procurado mais meus shows”.

As informações são do repórter Vinícius Ferreira, do IG

Fontes: O Dia e Mundo CQC

Notícia - Band atrasa estreia de @MarceloTas


Bandeirantes está com a sua vidinha organizada. Pela ordem dos lançamentos, depois do “Pânico” neste domingo, já se pode confirmar a estreia do “Quem fica em pé?”, do José Luiz Datena em 9 de abril. Exibições às segundas, terças e quintas-feiras, faixa das 21 horas, logo após o “Show da fé”.

“Perdidos na Tribo”, com gravações encerradas, vai entrar no dia 13 de abril, de acordo com as chamadas no ar, e o “Conversa de gente grande”, do Marcelo Tas, não tem até agora data escolhida.

Existem problemas em relação ao novo programa do Tas, que teve a sua produção momentaneamente paralisada, diante da necessidade de selecionar outros prováveis participantes. Também estão pendentes as decisões sobre o espaço que ocupará na grade e a partir de quando. É o que resta ser definido num ano que ainda reserva prova da Indy, eleições, concursos de misses e diversos eventos esportivos.

quinta-feira, 29 de março de 2012

Punks S/A se torna provedora de músicas para o @CQC da Band

Chamadas das principais atrações do programa contam com trilhas de artistas da plataforma da empresa
 
No início do mês, um dos programas de maior sucesso da televisão brasileira voltou de férias. O CQC, que faz parte da programação da Band, ganhou novas músicas para os principais quadros, como o Top 5, por exemplo. A Punks S/A, plataforma de conteúdo musical coligada à norte americana Jingle Punks, é a responsável pela nova cara musical do programa.
 
“Nossos artistas poderão ser ouvidos em chamadas, vinhetas e matérias durante toda a temporada 2012. É uma grande chance para os artistas e bandas da nossa plataforma”, afirma Maurício Herszkowicz, sócio diretor da Punks S/A.
 
Com foco na irreverência e humor inteligente, o CQC se tornou sucesso em países como Chile, Argentina, Espanha e Itália. A parceria da Punks S/A foi firmada com a Eyeworks, produtora do programa. “Uma grande parte da nossa atuação no Brasil são as emissoras de TV. Cada vez mais os programas devem se modernizar e procuram por materiais que representem essa evolução. Nossa plataforma oferece justamente isso, uma maneira rápida e inteligente de encontrar trilhas e músicas autênticas para a sonorização de programas”, finaliza Arthur Abrami, sócio diretor da Punks S/A.
 
Sobre a Punks S/A – 
Plataforma de conteúdo musical coligada à norte americana Jingle Punks. A proposta é fazer com que os clientes tenham acesso a materiais de bandas, compositores de trilhas e artistas independentes de alta qualidade, com custos reduzidos e menos burocracia. Oferece serviços de supervisão musical, finalização de áudio e serviços adicionais, como composição e sound design. A Punks S/A também é a responsável pela criação, desenvolvimento e expansão do conteúdo musical brasileiro e latino do Jingle Player, software proprietário que engloba o acervo musical em constante crescimento da Jingle Punks.
 
Fonte: Segs

NOTA: @CQC e Pepsi renovam acordo de patrocínio

Parceria envolve duas ações digitais durante o programa

A Pepsi renovou o contrato de patrocínio ao CQC, da Band, para a temporada 2012 do programa.
O “Top Five”, quadro de maior audiência do Custe o Que Custar, com vídeos sugeridos pelos internatas,  trará a marca de refrigerantes da Pepsico. A parceria também envolve um game online, o CQC Teste.
“Apostamos em programas que conversem com o público da marca de forma irreverente e descontraída", disse Luciana Fortuna, diretora de marketing da PepsiCo.
Outra bebida que assinou com o programa no início deste mês foi a Kaiser, cerveja da Heineken. Além de inserções durante o CQC, a marca tem visibilidade no site, exibição de comerciais nos intervalos do programa e visibilidade durante a programação da emissora para a chamada do humorístico.
Além do CQC, a Pepsi também renovou com o programa Melhor do Brasil, comandando por Rodrigo Faro, atual garoto-propaganda do refrigerante.

Fonte: Exame.com

Notícia - @CQC e @PepsiBR renovam acordo de patrocínio


A Pepsi renovou o contrato de patrocínio ao CQC, da Band, para a temporada 2012 do programa. 

O “Top Five”, quadro de maior audiência do Custe o Que Custar, com vídeos sugeridos pelos internatas, trará a marca de refrigerantes da Pepsico. A parceria também envolve um game online, o CQC Teste.

“Apostamos em programas que conversem com o público da marca de forma irreverente e descontraída", disse Luciana Fortuna, diretora de marketing da PepsiCo.

Outra bebida que assinou com o programa no início deste mês foi a Kaiser, cerveja da Heineken. Além de inserções durante o CQC, a marca tem visibilidade no site, exibição de comerciais nos intervalos do programa e visibilidade durante a programação da emissora para a chamada do humorístico.

Além do CQC, a Pepsi também renovou com o programa Melhor do Brasil, comandando por Rodrigo Faro, atual garoto-propaganda do refrigerante.

quarta-feira, 28 de março de 2012

Em plenário, deputados silenciam sobre @CQC e decisão judicial

 Após mais de uma hora reunidos para “entendimento de lideranças”, por solicitação do deputado Maurício Tavares (PTB), os deputados voltaram ao plenário da Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE) nesta terça-feira, 27, sem tocar nos assuntos que ferviam nos bastidores: a repercussão do programa Custe o que Custar (CQC), exibido ontem na Rede Bandeirantes, e a determinação do juiz Helestron Costa, da 17ª Vara da Fazenda Estadual, de afastar o vice-presidente, deputado Antonio Albuquerque (PTdoB).
Nesta manhã, o presidente da Casa, deputado Fernando Toledo (PSDB) adiantou que só tomará alguma decisão em relação ao afastamento ou não de Albuquerque, depois que a Procuradoria Geral da ALE analisar a decisão judicial.
No documento, que ainda não havia sido entregue a Toledo, além do afastamento de Albuquerque por envolvimento na Operação Taturana, o magistrado determina o impedimento do suplente, ex-deputado Cícero Ferro (PMN), de assumir a cadeira.
O juiz também considerou inconstitucional o decreto legislativo que abstém a Mesa Diretora de cumprir as decisões judiciais para afastar deputados e determinou a aplicação de multa diária de R$ 100 mil em caso de descumprimento.
Em plenário, o deputado Temóteo Correia (DEM) anunciou brevemente que, na sessão de amanhã (28) fará um pronunciamento a respeito da matéria que foi ao ar no CQC. O parlamentar adiantou que houve “distorções e inverdades” na edição do programa, que deu destaque a declaração dada por ele de que já comprou votos.
Além da entrevista com Correia, o programa também exibiu uma tentativa de agressão por parte do deputado Olavo Calheiros (PMDB) ao repórter Ronald Rios.

Albuquerque

Após a sessão, o deputado Antonio Albuquerque disse à imprensa que seus advogados já estavam estudando o teor da decisão do juiz Helestron Costa e voltou a afirmar sua inocência na acusação de envolvimento nos desvios que culminaram com a Operação Taturana.

terça-feira, 27 de março de 2012

@CQC indica - @Srta_Iozzi sugere livro


A única mulher de preto, Monica Iozzi, é a escolhida para participar do “CQC indica” desta semana. Para quem não sabe, esta seção do blog do CQC sugere dicas culturais variadas e exclusivas aos internautas do Portal da Band. Nossa querida repórter nos indicou o último que leu – e adorou: “Morro dos Ventos Uivantes”. Não, não é o filme. É o livro mesmo, que deu origem ao longa-metragem.

"Quando eu comecei a ler, pensei que era uma trama romântica, mas é uma história terrível”, disse Monica. A obra narra como se dá uma paixão devastadora entre Heathcliff e Catherine, amigos de infância e cruelmente separados pelo destino. A união do casal, porém, é mais forte do que qualquer tormenta e este amor proibido deixa rastros de ira e vingança. Tenso, não?

“O livro mostra como a infância pode definir a sua vida. Ele conta a história dos personagens separada em duas ou três etapas da vida”, comentou a repórter. Este é o único romance escrito por Emily Brontë e é considerado um clássico da literatura inglesa.

“Além de tudo, achei a linguagem muito fácil e acessível. Qualquer um consegue entender. A tradução de Raquel de Queiroz é ótima”, disse. “Hoje em dia, os livros de autoajuda estão se sobressaindo na indústria de livros, mas eu ainda gosto mais de ficção. Mesmo sendo uma história passada na Inglaterra do século XIX, o tema é super atual e universal”, complementou. 

Agora, para acrescentar à leitura, Monica pretende finalmente assistir ao filme. E aí, curtiu a dica?


Pitaco by Kildare Sena: vale lembrar que o "Morro dos Ventos Uivantes", tanto o livro quanto os filmes (sim! o livro ganhou vários filmes em épocas diferentes), foi citado antes no K-Log (blog oficial da minha pessoa) quando postei o clipe "Wuthering Heights" da cantora Kate Bush, que inclusive, a música teve como inspiração o próprio livro e os últimos 10 minutos do filme de 1970 do mesmo. pra quem quiser ver isso e o clipe, cliquem aqui

Uma brincadeirinha q agradou.

Na minha ''licença maternidade'' eu não estou totalmente afastada dos desenhos. Até pq eu não aguentaria mesmo! rsrs Por enquanto é desenhando uma coisinha aqui e outra ali, na manha...

Agora a tarde, conversando sobre o CQC com as usuárias do twitter @FansAndreoliCQC e @BibelosdaRafa acabamos entrando numa animada conversa sobre oq aconteceu com o pobre Felipe Andreoli no programa de ontem - DEPILADO após perder para Restart no jogo NemFu.
Para quem quer lembrar, assista o vídeo:

Esta tarde tanto Felipe Andreoli como sua esposa Rafa Brites postaram no twitter fotos relacionadas à depilação:

Daí, euzinha aqui q não resisti, resolvi fazer uma brincadeirinha sobre o assunto e tmb andei postando uma coisinha:
Da esquerda para direita: Felipe Andreoli, Rafa "Jason" Brites e Pe Lanza
Resultado? Vejam vcs mesmos pq até eu me surpreendi:


Ontem já fiquei feliz pelo Ronald Rios ter visto e gostado de sua versão em desenho q fiz. (Postei sobre isso hj, cliquem aqui) e hoje Felipe Andreoli e Rafa Brites tmb entrando em contato pq gostaram. Isso é super EMPOLGANNTE!!! Hahahahaha!!!!

Desenhando os novos heróis.

2012 teremos os dois novos heróis no elenco da Megaliga CQC.
Pelo banner vcs estão vendo q eu, Lina Silva estou fazendo um mistériozinho quanto ao uniforme que os dois novos integrantes do CQC vão usar na série.
Na verdade até ontem eu só tinha preparado a versão em desenho de Maurício Meirelles. Se lembram daquela ilustra do novo repórter?

Pois bem, ontem eu resolvi começar a rascunhar Ronald Rios. Afinal de contas, Maio chegará logo e eu tenho q estar com tudo prontinho. =)
No meu twitter eu divulguei a primeira tentativa de desenho dele, e queria q o pessoal pudesse opinar. No próprio twitpic eu obtive apenas 2 comentários até o momento, mas por meio de replies e RTs eu pude saber que o pessoal gostou da versão de Ronald Rios. Inclusive o próprio Ronald Rios viu e deu RT.
E após alguns opinarem (inclusive disseram para engordar mais o coitado, rs) eu resolvi agradecer e olha a surpresa, Ronald Rios comentou tbm.

Está decidido!
Esta é a versão de Ronald Rios para ilustras e para a Megaliga CQC! ;-)

Aguardem mais um pouco p/ verem o uniforme e poderes dos novos Cqcs. Até lá.

Vídeos @CQC 3.0 - 53º episódio

Montagem by: Kildare Sena (não é o logo oficial do CQC 3.0)

Exibido após o CQC Nº 173 do dia 26/03/2012

Destaques:

  • Bastidores do CQC da semana passada
  • Letícia Wiermann visita o CQC 3.0 (e ainda fala que o Oscar Filho será seu chaveirinho :-P)
  • Garoto senta no colo do Marco Luque
  • Webcam (com a participação do comediante stand-up Diogo Portugal)
  • Top Five 3.0


segunda-feira, 26 de março de 2012

Roteiro do @CQC - #CQC173

Foto-montagem em 3D by: Kildare Sena

Descrição da Ilustra: 3ª foto da turma do CQC em 3D Anáglifo Red/Cyan (foto original). se quiser ver essa foto, tenha os seus óculos 3D, com esse tutorial aqui

Preparados pra verem o que é que tem no roteiro que o Marcelo Tas postou no seu blog?
Mas avisando: Este roteiro é apenas um guia. Poderá sofrer alterações, amputações e inversões até a hora e, principalmente, durante a transmissão do programa, que é ao vivo. Relaxem e divirtam-se. Bom programa a todos!

Band, 22h15
Para ir ao estúdio: registre-se no site oficial CQC

Entre outras: 

CORINTHIANS x PALMEIRAS
RECICLAGEM
CRISE NA BASE ALIADA
BRASIL PROFUNDO: MACEIÓ
FINAL DE “FINA ESTAMPA”
ENTREVISTA: ROGER FEDERER
RISADARIA
HOMENAGEM A CHICO ANYSIO
PRÉVIAS DO PSDB
SEM SAÍDA: BOLSONARO
PROTESTE JÁ: PRAIA IMUNDA NO RIO DE JANEIRO
NEM-FU: RESTART
TOP 5
LEGENDADO

Não esquecendo que assim que acabar o CQC, tem o CQC 3.0, aproximadamente 0:30. amanhã, postaremos aqui no blog da Megaliga CQC o que aconteceu no CQC 3.0, pra quem perdeu a transmissão ao vivo

#TroféuImprensa - @MarcoLuque imita Silvio Santos e fica com os cabelos grisalhos

O humorista pintou o cabelo com um spray para homenagear o dono do SBT - Foto: Edson Lopes Jr./Terra

Marco Luque não cansa de fazer piada. O apresentador do CQC, humorístico da Band, participou da gravação do prêmio Troféu Imprensa, na última quarta-feira (21), nos estúdios do SBT, em São Paulo. "Queria fazer uma brincadeira. Pintar o cabelo de grisalho. Será que dá?", disse, rindo.

Ao ser informado que era possível, logo deixou o camarim e seguiu para a sala de maquiagem para pintar o cabelo com um spray, sob os olhares atentos e as gargalhadas de Rodrigo Faro, que também circulava pelos estúdios. "E aí? Ficou bom?", perguntava para as pessoas que passavam pelo corredor que levava ao estúdio 3, onde era gravado o programa.

Nos bastidores, ele ressaltou a importância do Troféu Imprensa para o CQC. O humorístico ganhou como Melhor Programa Humorístico de 2010 e Luque foi representar os "homens de preto". "É muito conceituado e respeitado. Tenho o maior prazer de estar aqui. Ainda mais recebendo esse prêmio do Silvio Santos, um apresentador que, para mim, não tem para ninguém", elogiou.

Assim que entrou no palco, foi recebido com muitas risadas do público. Nelson Rubens, um dos jurados, pediu que ele explicasse o porque dos fios brancos. "Ah, eu quis fazer uma homenagem para o Silvio", disse, arrancando um sorriso discreto de Sílvio, que adotou o visual grisalho recentemente.

Depois de receber o prêmio, afirmou que fica tenso perto do dono do SBT. "Po, se estava! Ele não falou nada assim. É incrível! Mas deu tudo certo", contou.

Fontes: Terra e Mundo CQC

Pra quem não viu a aparição do Marco Luque no Troféu Imprensa ontem, vejam o vídeo abaixo

domingo, 25 de março de 2012

Notícia - Os novos rumos dos humorísticos da TV

Chico Anysio, que morreu na última Sexta-feira

Chico Anysio morreu na sexta (23), aos 80 anos. Simbolicamente, sua morte representa o fim de uma era do humor brasileiro. Um humor que veio do rádio, utilizou elementos teatrais e até musicais - com forte influência do teatro de revista -, e se consagrou na TV nas décadas de 1950, 60, 70 e 80.

Chico era um dos principais mestres desse humor na TV, ao lado de Jô Soares e Renato Aragão - este, à frente do quarteto Os Trapalhões. Mas já na década de 80, o humor televisivo foi se modificando. Desta vez, as influências vieram do cinema e da TV americana, além da imprensa jornalística brasileira.

Surgiram assim programas que revolucionaram o gênero, como o "TV Pirata" (1988-1990), que se inspirava no "Saturday Night Live" - programa de humor da TV americana no ar desde 1975 - e no grupo inglês Monty Phyton, e o "Casseta & Planeta Urgente!", egresso da união dos jornais debochados "Casseta Popular" e "Planeta Diário". O "Casseta & Planeta Urgente!" ficaria no ar por 18 anos, de 1992 a 2010.

Nos anos 1990, o "Casseta" reinou quase sozinho na TV, mas no final da década surgiria um novo elemento que iria, novamente, sacudir o gênero: a internet. Inicialmente em sites e blogs, posteriormente a nova geração ganhou uma vitrine incomparável: o YouTube. Assim, começaram a fazer imenso sucesso vídeos de humor, que rapidamente se viralizaram, consagrando seus intérpretes.

Dani Calabresa e Paulinho Serra, durante o "Comédia MTV Ao Vivo"

Nos últimos dez anos, mais uma ferramenta despontou: a comédia stand up. Antiga nos EUA, aqui no Brasil essa fórmula só deslanchou a partir de 2001, com o sucesso da "Terça Insana". Vieram então milhares de "herdeiros" da "Terça" nos palcos do Brasil. E, misturando estrelas do stand up com humoristas da internet, o humor na TV ganhou uma nova cara - representada basicamente pelo "Pânico na TV!" e o "CQC", além do "Comédia MTV".

O "Pânico" também vinha do rádio, onde fez sucesso durante anos, mas sua roupagem televisiva exibia grande afinidade com o humor da internet. O mesmo se pode dizer do "CQC". Inicialmente uma franquia argentina, o programa ganhou uma cara bem brasileira.

Enquanto isso, na Globo, Chico Anysio se afastava cada vez mais da TV, deixando como herança um programa que é descendente direto da obra do humorista: o "Zorra Total", no ar desde 1999, e cujo maior sucesso atual é a dupla Valéria & Janete - que pode até ganhar programa próprio.

A volta do Casseta & Planeta

A turma do Casseta & Planeta, divulgando sua volta na Globo em "Casseta & Planeta Vai Fundo"

O momento atual é de transição. 2012 marca um ano de mudanças - ou não - para os programas de humor que continuam no ar. O "Casseta" volta à TV em 30 de março, após apenas um ano e três meses de pausa. A nova fase foi batizada de "Casseta & Planeta Vai Fundo", e traz algumas modificações: os programas serão temáticos, irão ao ar às sextas, após o "Globo Repórter", e foram descartadas as paródias de novelas e programas da própria TV - uma prática tradicional do "Casseta", que vinha desde os tempos do "TV Pirata", no qual eles colaboravam no roteiro.

Em entrevista coletiva na última quinta (22), elenco e equipe comentaram a nova temporada. "Novas parcerias, novas trocas, novos colaboradores em todas as etapas da produção. Elenco, direção, parte gráfica, toda a equipe é diferente do que era", disse Claudio Manoel, representante oficial do sexteto.

Outra novidade: sai Maria Paula, entram três reforços: o ator Gustavo Mendes, a comediante Miá Mello e Maria Melilo, vencedora da décima primeira edição do "Big Brother Brasil". "Sempre trabalhamos só com uma garota, e a gente achou melhor agora entrar com duas no jogo", comentou Claudio. "Não tivemos nenhum problema com a Maria Paula, a gente falou que sentia necessidade de experimentar, de renovar, ela entendeu perfeitamente, tudo na paz, tudo na boa".

A ex-BBB Maria Melilo, vencedora da 11ª edição, integra ao elenco do "Casseta & Planeta Vai Fundo"

Miá Mello lembrou sua experiência no teatro de comédia e no programa de humor "Legendários", que Marcos Mion comanda na Record, onde ela atuou durante dois anos. "Eu vim do teatro, então trabalhar em grupo é uma extensão do que eu fazia", afirmou. "Estou muito feliz. Tô até na terapia de tantos personagens que já fiz. Já fui gorda, já fui perua loira de olho azul, tudo em apenas quatro semanas de gravação".

A entrada das duas mulheres no time pode suscitar comparações com o "Pânico na TV!", que tem a estrela Sabrina Sato, além das Panicats, e também com o "CQC", que em 2009 contratou sua primeira e bela repórter feminina, Mônica Iozzi.

Sabria Sato, do "Pânico na Band"

A turma do Casseta, porém, não concorda com essa visão. "Não queremos nem substituir o Bussunda e nem colocar a Maria como uma Sabrina Sato", afirmou Claudio. A citação a Bussunda (1962-2006) veio devido à certa semelhança física de Gustavo Mendes com o falecido comediante.

Na entrevista, Maria afirmou que seu trabalho será diferente do de Sabrina, já que esta "é apresentadora, e eu estou fazendo um trabalho de atriz, com várias personagens".

Claudio reforçou que o grupo não concorre com ninguém e não faz nada em resposta a outros programas. "Não dá muito pra gente ficar buscando referência em quem já tá referenciado na gente. Os produtos que surgiram foram calcados numa mistura de jornalismo com humor, que é exatamente a nossa base", declarou ele. Sobre quais seriam as estratégias do "Casseta" para concorrer com os outros humorísticos, Claudio foi direto: "Isso é um problema deles, a gente surgiu antes".

Pânico: nova emissora e novas Panicats

Todos os integrantes do "Pânico", na época na RedeTV!. agora serão da BAND

Após oito anos de sucesso na "Rede TV!", o "Pânico na TV!" se mudou para a Band. A nova temporada estreia no domingo 1º de abril, e entre algumas novidades, está a mudança no time das Panicats. Devido a contrato com a Rede TV!, as Panicats originais não migraram para a Band. No lugar delas, a equipe já escolheu duas novas Panicats - uma com 20, outra com 24 anos. E vai escolher mais duas, às vésperas da estreia.

Rafinha Bastos e o "Saturday Night Live"

O "CQC", por sua vez, voltou ao ar em 12 de março, iniciando sua quinta temporada, ainda na Band, após férias que foram ocupadas por um reality que era quase um outro programa de humor: "Mulheres Ricas". A volta do "CQC" não traz muitas modificações. Surgiu o repórter Ronald Rios, e Oscar Filhoentrou para a bancada, ocupando a vaga de Rafinha Bastos.

Oscar Filho, o novo integrante da bancada do CQC

Rafinha deixou a Band após o polêmico episódio em que fez piada sobre a cantora Wanessa. O comediante assinou com a Rede TV!, ex-casa do "Pânico", onde estreia em breve a versão brasileira do "Saturday Night Live" - que, como já vimos, foi uma grande inspiração para o "TV Pirata".

Os primeiros teasers de Rafinha à frente do "SNL" já estão na internet. E foi na internet, aliás, que Rafinha primeiro se consagrou. Em declarações a iG Gente, ele disse que seu objetivo inicial nunca foi chegar à TV. "Na verdade eu passei a criar para a web porque senti que ali um dia eu poderia atingir ainda mais gente que na TV", afirmou.

Rafinha Bastos na chamada da versão brasileira do "Saturday Night Live"

Comparando TV e internet, Rafinha disse: "A web é um universo muito mais próximo. As pessoas que acompanham o que faço na rede, sentem que fazem parte do meu trabalho. A possibilidade de interagir com o conteúdo e propagá-lo faz da internet uma ferramenta muito mais quente".

Sobre a tendência atual da TV buscar pessoas que fazem sucesso na rede, Rafinha afirmou: "A TV precisa de novidade. É normal que ela busque isso num ambiente muito mais livre e criativo. Aliás, esta liberdade é única na web e pode ser bem frustrante pra quem sai dali e vai para uma emissora. Espero apenas que estas pessoas não parem de produzir pra web. Acho isso um verdadeiro passo para trás".

Politicamente incorreto
"Politicamente incorreto é quando alguém se incomoda com alguma incorreção", declarou Claudio Manoel na entrevista coletiva sobre a nova temporada do "Casseta". "Acho que a gente não tá mais na idade de procurar isso de propósito, tipo, vamos chatear não sei quem... Acho também que isso já tá suficientemente velho. Ficar chamando crioulo de macaco, chamando velho de múmia, eu acho muito antigo".

O tema do politicamente incorreto está mais atual e polêmico do que nunca, e foi inclusive discutido durante o Risadaria, evento anual de humor, cuja terceira edição aconteceu em São Paulo entre os dias 22 e 25 de março. Um dos debates do evento focava nos limites do humor.

Turma do Casseta & Planeta, durante a coletiva

"O limite é o bom senso", afirma Beto Silva, do "Casseta". "O primeiro limite é fazer graça, não é ser perigoso ou politicamente incorreto. Nosso objetivo é ser muito engraçado. O humor não tem limites, mas ao mesmo tempo tem. Eu enquanto humorista tenho limites particulares. E você fazer uma piada e depois se desculpar pela piada, acho que não vale".

Renato Aragão e Marcelo Tas, durante o Risadaria 2012

Claudio Manoel reforçou: "Tem o outro lado também. Você fala qualquer coisa e já tem alguém se chateando. E muita gente que processa quer aparecer, quer o holofote". Por fim, comentou que antigamente o humor era praticado em meios mais restritos, o que muda o panorama. "Era só no palco e pronto, hoje vai pro YouTube, repercurte muito mais".

Futuro x Passado

Falando em YouTube e internet, foi ali que o grupo encontrou Gustavo Mendes, que integra o novo elenco, e que fará sua famosa imitação de Dilma Roussef no programa. E por falar em Dilma, ela continua também no "Zorra Total", em paródia de Fabiana Karla. O mesmo "Zorra Total" que se inspira na obra de Chico Anysio - que por sua vez, foi homenageado no Risadaria, evento que contou com a participação de Renato Aragão.

O eterno Didi se encontrou com Marcelo Tas nos bastidores do evento, e Tas postou no Twitter foto ao lado veterano comediante. E fez mais: criou uma conta para Renato no Twitter. Ao que Aragão protestou no ato: "Não me coloca nisso não!"

Em meio a esse duelo do humor antigo e tradicional com a comédia moderna, os programas de humor da TV buscam se reinventar. Resta aguardar as próximas estreias e temporadas, e acompanhar o que virá nos próximos anos. "É vapt, vupt!", como diria o Professor Raimundo.

sábado, 24 de março de 2012

Notícia - Deputado diz no @CQC que em todo lugar se rouba e confessa compra de votos


Figura folclórica na Assembleia Legislativa de Alagoas, o deputado Temóteo Correia (DEM) roubou a cena como um dos entrevistados na tarde desta quarta-feira, 21, pelo repórter Ronald Rios, do programa Custe o que Custar (CQC), da Rede Bandeirantes. O parlamentar, que não poupou críticas à imprensa durante a conversa, também fez revelações surpreendentes.

Questionado sobre a corrupção no Poder Legislativo, Correia afirmou: "Se rouba no País inteiro, mas, em São Paulo, se rouba mais do que aqui, afinal, onde tem mais dinheiro, se rouba mais", disse.

Ao responder a outra pergunta do repórter, o parlamentar foi ainda mais longe e confessou já ter comprado votos: "Já comprei voto sim, mas para ajudar o povo, comprando botijão de gás...", disse, sem perder de vista seu alvo preferido: a imprensa, a quem acusou de corrupta durante vários momentos da entrevista.

"Vocês (jornalistas) roubam muito desse país. Você (referindo-se ao repórter) trabalha para grandes ladrões, para veículos que exploram o povo. E, se você vier para a Assembleia, vai roubar mais do que os que estão aqui", alfinetou Correia, oscilando momentos de irritação e bom humor.

Ao ser questionado sobre a Operação Taturana, da qual é um dos indiciados, o deputado voltou a atacar a imprensa: "Vocês estão trabalhando com insinuações, com denúncias colhidas no meio da rua. A imprensa é maldosa, maledicente. Vocês são cruéis, desonestos, querem audiência a qualquer custo, ainda que seja caluniando".

Sobre os desvios de recursos no Poder Legislativo, Correia disse que não tinha conhecimento do assunto, mas, sabia que tinha "um monte de jornalistas bandidos e desonestos". "Corrupção existe em todo lugar, é generalizada", afirmou, ao ser perguntado sobre uma famosa frase sua: "Deus criou a corrupção".

Em relação aos altos índices de violência em Alagoas e ao fato de alguns políticos locais serem conhecidos no País pelos métodos truculentos, opinou: "Em todo canto se resolve tudo na violência, não só aqui. Eu mesmo tenho medo de ir ao Rio de Janeiro, aquela cidade linda, e ser vítima de uma bala perdida".

Correia disse que encerraria a carreira política, que já dura mais de 20 anos, ao fim deste mandato, por várias razões, entre elas porque ficava indignado com o desrespeito da mídia à classe política.

Segundo a produção do programa CQC, as entrevistas deverão ir ao ar no programa da próxima segunda-feira, 26 de março.

Enquanto isso...

MPF processa Temóteo após declarações ao CQC

Depois de ser publicado na imprensa que o deputado estadual Temóteo Correia confessou a compra de votos em entrevista ao programa Custe o Que Custar (CQC) da Rede Bandeirantes de TV, o Ministério Público Eleitoral em Alagoas determinou, nesta quinta-feira (22), a instauração de procedimento administrativo para apurar os fatos.

Por meio do procedimento, de autoria do procurador regional eleitoral Rodrigo Tenório, já foi encaminhado ofício à Rede Bandeirantes de Televisão para o envio à Procuradoria Regional Eleitoral de gravação da entrevista, cedida ao repórter Ronald Rios, na última segunda-feira (21). O prazo para cumprimento é de 10 dias úteis.

O procurador determinou ainda, o envio de ofício ao deputado Temóteo Correia, para que preste esclarecimentos, em cinco dias úteis, sobre os fatos noticiados no site Tudo na Hora, sobretudo quanto a declaração “até eu já comprei votos!”.

Rodrigo Tenório também solicitou da Polícia Federal informações sobre a existência de inquérito policial tratando do crime previsto no artigo 299 do Código Eleitoral (relativo à compra de voto), cujo investigado seja o parlamentar.

Legislação

O artigo 299, do Código Eleitoral, estabelece como crime “dar, oferecer, prometer, solicitar ou receber, para si ou para outrem, dinheiro, dádiva, ou qualquer outra vantagem, para obter ou dar voto e para conseguir ou prometer abstenção, ainda que a oferta não seja aceita”. A pena prevista é de reclusão até quatro anos e pagamento de cinco a quinze dias-multa.

Fontes: Rota do Sertão e Almanaque Alagoas (ambas tiradas do As Últimas do CQC [notas 1 e 2])

quinta-feira, 22 de março de 2012

Notícia - @Srta_Iozzi sobre posar nua: "Playboy nunca! Sexy, com certeza"



Ninguém pode negar que a ala feminina é muitíssimo bem representada no CQC. Apesar de ter somente UMA mulher em meio a SETE homens, Monica Iozzi é uma gata! Você concorda?

E é claro que, assim como toda bela mulher que está na TV, os marmanjos de plantão não perdoam. Nesta quinta, dia 22, um seguidor da repórter no Twitter fez a pergunta que não quer calar:

- Você posaria nua para a Playboy?

Opa! Quer saber a resposta? “Playboy NUNCA! Sexy, com certeza”, escreveu em resposta a mulher de preto. Poréééééém, sentimos informar que esta foi só mais uma brincadeira...

Notícia - Equipe do "@CQC" irrita vereadores de Maceió

O programa deve ser exibido na próxima segunda-feira, 26 de março

A equipe do programa de televisão humorístico CQC (Custe o Que Custar), exibido pela Rede Bandeirantes desde 2008, desembarcou em Alagoas na manhã desta quarta-feira, 21 de março, para gravar com os edis da Câmara de Vereadores de Maceió. A presença dos artistas, que são conhecidos por fazer sátiras com a política, não agradou a alguns vereadores que se irritaram com algumas perguntas da equipe do folhetim.

No plenário da Casa de Mário Guimarães, o novo repórter do programa, Ronald Rios, indagou os vereadores Galba Novaes, Heloísa Helena, Oscar de Melo, Théo Fortes, Francisco Holanda e Berg Holanda sobre algumas questões polêmicas, no entanto, o problema mais discutido com os edis foi sobre o aumento do número de vereadores de 21 para 31.

O primeiro a ser questionado foi o presidente da Câmara, Galba Novaes. Perguntado sobre a questão do aumento no número de vereadores, o vereador rapidamente respondeu que votou contra, no entanto, antes mesmo de concluir seu pensamento, foi novamente indagado. Desta vez, Ronald Rios, perguntou o que ele achava de ganhar um salário de R$ 9 mil?

A segunda vítima do repórter foi à vereadora Heloísa Helena. Após ser sabatinada, a veterana na política assumiu a tribuna e fez duras críticas à presença do CQC na Câmara. Segundo ela, o que trouxe a equipe do programa a Maceió foi um assunto sério, por isso o fato não deveria ser tratado com brincadeira. “É uma presença que não nos orgulha, de forma alguma", esbravejou.

Após ouvir as críticas da vereadora, o repórter acompanhado de um produtor e de um cinegrafista, seguiu até o vereador Berg Holanda, que já tinha avisado que não daria entrevista ao programa. Nesse momento a equipe protagonizou uma das cenas mais comuns no programa, que é sair correndo atrás do entrevistado. Enquanto o repórter corria, perguntava ao edil sua opinião sobre o aumento no número de vereadores, e ele respondia apenas que fosse perguntar ao Congresso Nacional, que prevê o número na Constituição Federal.

O programa gravado com os vereadores da capital alagoana deve ser exibido na próxima segunda-feira, 26 de março.

quarta-feira, 21 de março de 2012

Notícias - Arte de grafite do @CQC 3.0 by @Mundano_SP



O grafiteiro Mundano levou a sua arte para o CQC 3.0 desta segunda, dia 19. Vocês lembram que o cenário estava branco, sem graça? Pois será por pouco tempo. O artista esteve na Band para fazer uma gravura na parede do cenário. A promoção “Novo cenário CQC 3.0” continua valendo e o objetivo de hoje é promover uma produção de arte ao vivo e a cores, além de uma interação com o público.

Segundo Mundano, o objetivo é escrever os pontos altos do programa. “A arte será provisória. Como não há roteiro prévio, vou fazer um desenho improvisado”, explicou. “E o público poderá mandar uma frase através chat para eu escrever em uma gravura. Se for realmente boa, posso levar a frase para as ruas nos meus desenhos”, acrescentou.

O artista de 26 anos começou a pintar pela necessidade de se expressar nas ruas. Os seus suportes são diversos, mas o predileto – e o que lhe deu mais reconhecimento – são as carroças de catadores de material reciclável. “A cidade já é pálida e a Prefeitura ainda pinta as paredes de cinza. Gosto de desenhar em carroças porque elas levam uma cor ambulante às ruas”, contou.

Este trabalho ainda visa fazer as pessoas refletirem com frases de engajamento político. “Quero tirar as pessoas da bolha em que elas vivem durante o trânsito e fazê-las pensar”, disse. “Eu ponho o dedo na ferida dos caras”, complementou, fazendo relação aos políticos. Assista ao vídeo abaixo em que ele faz um protesto para a presidente Dilma.

Mundano também está elaborando o movimento “Pimp my carroça”, em que vai colocar aparatos nas carroças de cerca de 50 catadores. O grafiteiro, em conjunto com outros artistas, vai dar retrovisores, chegar pneu e grudar faixas refletivas, além de fazer desenhos. O objetivo é aumentar a autoestima desses trabalhadores e depois fazer uma “passeata” com todos os carros já embelezados.



Como já dito neste blog, o CQC 3.0 recebeu ontem o artista Mundano. O objetivo foi desenhar na parede branca do cenário alguns elementos que fizeram parte do programa, com total liberdade ao grafiteiro.

Por fim, ele utilizou temas de reportagens: doação de sangue e políticos corruptos.

O que você achou do trabalho? Teve relação com o programa? Teve um fundo político e social? Comente abaixo!

ps. não se esqueça de que você pode enviar sua arte para compor o cenário do CQC 3.0. Participe!

Fontes: Notícias 1 e 2CQC (band.com.br), ambas tiradas do blog As Últimas do CQC (com os link's em seus respectivos títulos)

terça-feira, 20 de março de 2012

Notícia - O novo velho @CQC

E você, gostou das mudanças?

A “novela” Rafinha Bastos (e seu comentário infeliz envolvendo a Sra. Wanessa Camargo) ainda nos deixa na expectativa para seus desdobramentos. Um deles estreiou nesta última segunda-feira com a volta do “novo” CQC ao ar.

De imediato, observamos que se optou pelo mais seguro: colocar Oscar Filho na bancada no lugar de Rafinha, dá a segurança de que nenhuma tirada será inconveniente. Oscar Filho opta pelo senso de humor auto depreciativo, recurso muito utilizado, e não representa “perigo” de escorregão. No máximo, o alvo será ele mesmo. A impressão dada na estréia (e que não serve para uma análise maior) é que temos agora dois Marco Luque. Humor de criança, inofensivo (e muitas vezes desnecessário e cansativo, ainda mais pelo horário). Tendo em vista a onda de reações causadas pelo episódio Rafinha, fico me perguntando se os fiéis fãs do programa de fato ficaram satisfeitos com o novo CQC. Tenho minhas dúvidas.

O novo quadro (que substitui o CQTeste de QI) submete um convidado a uma breve entrevista com o monitoramento de um polígrafo (sim, o cara do polígrafo da Márcia Goldsmith arrumou um emprego no CQC). Achei uma furada. É uma fórmula de desgaste rápido. E cá entre nós, não vai pegar ninguém. Por política de conveniência e por sabermos que quem de fato domina a arte de mentir não PE pego nesse tipo de ferramenta. Ou seja, temos um quadro em que poucas surpresas poderão rolar… Tudo super “chapa branca”, sem riscos.

As reportagens de sempre foram ao ar. Entrevistas com políticos no congresso ganharam certa graça com os ares Robocop, mostrando o novo repórter Ronald Rios e sua difícil tarefa de aprender a reconhecer políticos e seus históricos. Ronald Rios é desses caras que já nasceram engraçados. Somado a isso, temos um cara inteligente e despretensioso, menos agressivo até, na abordagem dos figurões. Acho que foi a melhor aquisição dessa nova fase do programa. Gosto do humorista desde seuBadalhoca que ia ao ar na MTV. O cara tem talento, mas vamos ver se o formato lhe dará liberdade para desenvolvê-lo. Quando ainda era da MTV, Ronald tecia várias críticas ao CQC. Agora contratado do programa, vamos ver se ele pode contribuir para sanar as falhas apontadas no passado.

Ronald Rios e Maurício Meirelles (who?) são as novas caras no novo velho CQC. O estranho no programa de estréia foi observar que todas essas manobras de mudança, repaginação, novas pessoas e novos ares, só evidenciou a sombra da ausência de Rafinha e a busca da direção do programa em desassociar a forte imagem deixada pelo ex-integrante.

Vídeos @CQC 3.0 - 52º episódio

Montagem by: Kildare Sena (não é o logo oficial do CQC 3.0)

Exibido após o CQC Nº 172 do dia 19/03/2012

Destaques:

  • Grafiteiro Mundano faz a sua arte de hoje pro cenário do CQC 3.0
  • Ele ainda conta que já foi preso por fazer grafite
  • Oscar Filho é viciado em sexo pela internet
  • Webcam (com a participação da estudante Luíza Rabello, conhecida pelo meme da internet "menos Luíza, que está no Canadá!")
  • Top Five 3.0


segunda-feira, 19 de março de 2012

Roteiro do @CQC - #CQC172

Foto-montagem em 3D by: Kildare Sena

Descrição da Ilustra: 2ª foto da turma do CQC em 3D Anáglifo Red/Cyan (foto original). se quiser ver essa foto, tenha os seus óculos 3D, com esse tutorial aqui

Preparados pra verem o que é que tem no roteiro que o Marcelo Tas postou no seu blog?
Mas avisando: Este roteiro é apenas um guia. Poderá sofrer alterações, amputações e inversões até a hora e, principalmente, durante a transmissão do programa, que é ao vivo. Relaxem e divirtam-se. Bom programa a todos!

Band, 22h15
Para ir ao estúdio: registre-se no site oficial CQC

Entre outras: 

SPFC x SANTOS
CÂMARA DE VEREADORES DE SP
PRÊMIO APCA
CAMPANHA DE DOAÇÃO DE SANGUE 2
NOVA NOVELA DA GLOBO
NEM FU - MV BILL
DOC DA SEMANA: A “CURA” DA HOMOSSEXUALIDADE
GASTOS DA COPA
MACONHA
SEM SAÍDA: JEAN WILLYS
PROTESTE JÁ: HOSPITAIS “PRIVATIZADOS”
POVO QUER SABER: DINEI
BRASIL PROFUNDO: LAVRAS, MG
TOP 5
LEGENDADO

Não esquecendo que assim que acabar o CQC, tem o CQC 3.0, aproximadamente 0:30. amanhã, postaremos aqui no blog da Megaliga CQC o que aconteceu no CQC 3.0, pra quem perdeu a transmissão ao vivo

domingo, 18 de março de 2012

Felipe Andreoli acha humor do CQC mais refinado que o do Pânico


Por mais que se diga que não, fica difícil acreditar que não haverá um mínimo de disputa interna entre os recém-chegados humoristas do Pânico, e os já “veteranos da casa”, do CQC, na emissora paulista.
Em conversa com O Fuxico, representantes dos dois programas tentaram esfriar a disputa, mas com um toque de panos quentes.
“ Não existe disputa agora estamos na mesma casa. Mas sim, nosso humor é mais refinado“, alfinetou Filipe Andreoli, do CQC.

Carioca, do Pânico, também deu a sua versão.
“Embora isso não exista, vamos deixar no ar. Gravamos em estúdios diferentes, mas somos agora da mesma família. Isso é uma bobeira!”, disse.

Na última segunda-feira (12), na volta do CQC após férias, integrantes do Pânico foram ao programa. Sabrina Sato ficou na bancada e fez sucesso entre os homens de preto. Conforme OFuxico já revelou, no Pânico haverá uma brincadeira com Mônica Iozzi, do CQC.
Fica agora a expectativa pela estreia dos novos funcionários da Band, dia 1º de abril.

Fonte: OFuxico

sexta-feira, 16 de março de 2012

@CQC indica - @MarceloTas sugere um filme


Hoje estreamos uma nova seção do blog do CQC: "CQC indica". Toda semana, um dos CQCs vai dar uma dica aos fãs, que pode variar entre livro, filme, viagem, restaurante, balada etc. Assim, você sempre vai ter passatempos super legais e pode descobrir as preferências dos homens – e mulher – de preto.

Para estrear, ninguém melhor que o comandante máximo do programa, Marcelo Tas, super ligado no meio cultural. O apresentador recomendou o filme "A Invenção de Hugo Cabret", dirigido por Martin Scorsese. Segundo Tas, é um "banho de cinema e imaginação".

A animação conta a história de Hugo, um garoto de 12 anos que vive em uma estação de trem em Paris no começo do século XX. Seu pai, um relojoeiro que trabalhava em um museu, morre momentos depois de mostrar ao filho sua maior descoberta: um androide, sentado a uma escrivaninha, com uma caneta na mão, aguardando para escrever uma importante mensagem. O desafio de Hugo será consertar o robô e solucionar o mistério.

A produção recente faturou cinco prêmios no Oscar 2012 (Melhor Fotografia, Melhor Direção de Arte, Edição de Som, Mixagem de Som e Efeitos Visuais) e foi a estreia de Scorsese em direção de filmes em 3D.

Ótima notícia: "A Invenção de Hugo Cabret" ainda está nos cinemas!

quarta-feira, 14 de março de 2012

Fotos - @CQC 's posam para sessão de fotos ao pôr do sol

As fotos de divulgação para o CQC 2012 foram tiradas no heliponto da Band, no bairro do Morumbi, em São Paulo
(pra verem no tamanho original, cliquem na imagem)

As fotos de divulgação para o CQC 2012 foram tiradas no heliponto da Band, no bairro do Morumbi, em São Paulo

Rafael Cortez, Felipe Andreoli, Marcelo Tas, Monica Iozzi, Oscar Filho, Marco Luque e Maurício Meirelles se juntaram para as fotos

Ronald Rios, o novo repórter do CQC, não participou da sessão de fotos porque ainda não tinha sido revelado pelo programa

O pôr do sol se mostrou o cenário perfeito para as caras e bocas dos homens - e mulher - de preto


O comandante Marcelo Tas faz graça diante do sol

Oscar Filho, o mais novo apresentador do CQC, estava rindo à toa

Marco Luque se divertiu com os seus colegas de programa

Rafael Cortez mostrou a sua tradicional irreverência durante a sessão de fotos

Monica Iozzi, a única mulher do grupo, reinou sobre os meninos

Felipe Andreoli, o repórter esportivo do CQC

Maurício Meirelles entrou no programa no final do ano passado e se prepara para uma nova fase


Pitaco by Kildare Sena: vale lembrar que até a Lina Silva voltar disposta a desenhar ilustras para o roteiro do CQC 2012, essas fotos de divulgação do CQC 2012 (menos as individuais) ilustrarão os roteiros do programas de Março e Abril na versão em 3D

Notícia - Indicado por @DaniloGentili, @RonaldRios vira o "bebezão" do @CQC


Segundo o comandante Marcelo Tas, o CQC contratou um “bebezão”. E não é por menos. Ronald Rios, o mais novo repórter, tem apenas 23 anos e disse que é mais novo que os estagiários do programa. “É essa geração Neymar, eu acho. Fazemos tudo mais cedo”, filosofou.

Ronald nasceu no Rio de Janeiro e trabalha na área de audiovisual há cerca de cinco anos. Ele iniciou a faculdade de Jornalismo, mas abandonou porque “não gostava de estudar”. “Quando eu percebi que podia trabalhar sem ter aquela formação, deixei o curso”, contou o repórter, que foi indicado ao programa por Danilo Gentili, a quem substituiu.

No último dia 26 de janeiro, ele participou do quadro “Mesa Redonda” no programa “Agora é Tarde”, comandado por Gentili (veja o vídeo abaixo). “Acho que, neste dia, ele percebeu alguma semelhança no nosso jeito. Eu nunca tinha reparado, mas temos algo em comum. Eu não ligo de incomodar”, disparou.

Em seu primeiro desafio como repórter oficial do CQC, ele foi orientado por Mônica Iozzi, especialista em entrevistas com políticos. Em Brasília, ele soltou perguntas provocadoras e provou ter as respostas na ponta da língua (veja o vídeo abaixo).

Na entrevista abaixo, conheça melhor o nosso novo integrante:

Quanto tempo demorou a negociação para você entrar no programa?

Não foi muito tempo, não. Demorou cerca de duas semanas.

Você fez algum teste?

Sim, eu fiz uma matéria. Achei que não ia dar nada, mas o pessoal curtiu e me chamou.

De que forma chegaram até você?

Foi através do Danilo [Gentili]. Ele conhecia algumas coisas que eu fiz, me chamou para fazer a “Mesa Vermelha” no programa dele e depois me indicou para o CQC.

Qual a sua trajetória profissional?

Eu fiz muito pouco de stand-up, diferente dos outros repórteres. Eu tenho uma produtora e faço de tudo: publicidade, cinema, televisão etc. Já produzi um programa da MTV e escrevi um roteiro para o Multishow. Eu trabalho com essa área de audiovisual há aproximadamente cinco anos.

Você fez alguma faculdade?

Não, eu abandonei. Comecei a fazer Jornalismo, mas eu estava trabalhando muito e vi que não gostava de estudar. Aí, quando eu percebi que podia trabalhar sem ter aquela formação, deixei o curso. Pensei até em fazer Cinema com um amigo meu, mas eu não tinha tempo. Se um dia eu tiver tempo, talvez eu faça Cinema.

O que você achou de fazer esta primeira matéria? Sentiu algum tipo de dificuldade?

Eu não senti dificuldades porque o Guga, produtor que fica comigo, me deu tudo o que eu precisava. Sem ele, eu não teria finalizado essa matéria.

Quanto tempo você demorou para gravar a sua primeira matéria?

Eu demorei cerca de duas semanas. É uma matéria especial, porque eu acabei de entrar. Parece que a Mônica Iozzi fez algo parecido quando entrou para o programa. Mas geralmente vou demorar menos, um ou dois dias no máximo.

Você gostou de fazer política?

A princípio, eu não tinha muita ideia de qual área seguir, mas eu gostei muito de fazer política. Essa possibilidade de provocar é ótima.

Você geralmente se informa sobre o tema?

Bem pouco, bem pouco. Eu passei a entender melhor política depois que comecei as gravações. Eu só lia sobre o que tem a ver com o meu mundo, como entretenimento e cinema. Nessas últimas semanas, eu aprendi demais sobre o assunto.

Você já assistia ao CQC antes?

Sim, eu acompanhava. Gostava mais das partes que o Danilo fazia, porque acho que ele tem um estilo ácido parecido com o meu. Não tinha feito essa comparação antes, mas as pessoas falaram e eu comecei a reparar. Eu também não ligo de incomodar as pessoas. Acho que o Danilo percebeu isso quando eu participei do “Agora é Tarde”, principalmente nas piadas em que eu sacaneei o Luciano Huck.

O Tas te orientou de alguma forma?

Sim, a gente conversou muito. Nós falamos sobre como abordar o entrevistador de uma forma que não fosse agressiva. Esse papo que nós tivemos foi fundamental para o meu desempenho.

Vejam a primeira matéria do Ronald Rios como integrante do CQC

E falando em "Agora é Tarde", vejam a participação do Ronald no quadro "Mesa Vermelha" desse mesmo programa, em 26/01/2012