segunda-feira, 15 de julho de 2013

Rafinha Bastos tem saudades do CQC


Polêmico como sempre, Rafinha Bastos não economizou na ironia durante sua participação no "Programa do Ratinho" na noite desta quinta-feira (11).

No palco da atração, o ator assumiu que sente saudade do tempo em que sentava na bancada do "CQC" e afirmou que não fez nem um amigo no humorístico. "Eu sinto muita falta. Não tenho inimigo por lá, mas ninguém frequenta a minha casa ou vai no meu churrasco."

Durante toda a conversa, Bastos arrumou um jeito de alfinetar a cantora Wanessa, que o processou por conta de uma piada com sua gravidez. 

"Depois do meu processo, não chamo mais ninguém de bebê. Pega mal. O assunto gravidez dá muitos problemas para mim", disse ao comentar como são brochantes apelidos carinhosos na cama. 

Falando em Justiça, Rafinha contou que, atualmente, está respondendo a 17 processos. "Todos do estado de Rondônia por conta de uma piada em que fazia em um show falando sobre a feiura de quem nasce lá. O pessoal ficou chateado", lamentou.

Aliás, alvos de alfinetadas não faltaram para Rafinha. O ator criticou o desempenho vocal de Latino, reclamou dos discursos sem emoção da presidente Dilma Rousseff e garantiu que Renato Aragão seria preso se ainda estivesse no ar com "Os Trapalhões". 

"Outro dia, eu estava assistindo 'Os Trapalhões' e o Didi chamou o Mussum de macaco. Se você chamar o negro de macaco, hoje em dia, você vai preso. Ficou chato esse policiamento, mas é compreensível."

O ex-CQC disse ainda que adora humorísticos de esquetes como "A Praça é Nossa" e o "Zorra Total" e acredita que Marcelo Adnet acertou ao trocar a MTV pela Globo mesmo com o fracasso da série "O Dentista Mascarado".

"Quem erra indo para a Globo? O dia em que o Adnet tiver um programa só dele, onde ele possa ser o apresentador, ele quebra tudo."

Rafinha afirmou que gostaria de voltar para a TV aberta e fez um balanço sobre sua passagem pela Rede TV!, onde comandou o "Saturday Nigth Live". 

"O maior erro foi a Rede TV! em si. [Risos] Eu juntei um grupo de amigos, não criei um programa para ser um tremendo sucesso. Mesmo assim - durante um bom tempo, tivemos a segunda maior audiência do canal. Se eu tivesse um pouco mais de experiência, talvez fosse diferente. Foi um pouco de culpa minha", reconheceu.

Fonte: CQC Blog e MSN


Nenhum comentário: