domingo, 23 de fevereiro de 2014

Jornalista piauiense desafia repórter do CQC para debate

As recentes informações de agressão na cidade de Esperantina, localizada a 200 km ao Norte de Teresina tem gerado muita polêmica na região. Tudo teve início com uma possível agressão entre os jornalistas Gil Sobreira e Oscar Filho (CQC) depois de uma reportagem realizada no último domingo (16), sobre as acusações de propina envolvendo o atual prefeito do município, Lourival Parente.
As acusações contra o prefeito Lourival dizem respeito a uma gravação onde um empresário afirma que o prefeito exigiu 20% de propina do valor total da compra, em torno de R$ 40 mil reais, para que o comerciante vencesse a licitação e passasse a fornecer para o município.
Nesta terça-feira (18), o jornalista da Band, Oscar Filho usou seu blog para se posicionar devido aos fatos ocorridos nos últimos dias, lá, ele afirma que Gil Sobreira além de não dar entrevista, também foi agressivo. “Foi agressivo, tentou me intimidar vindo falar perto do meu rosto, gritou, empurrou a mim e o cinegrafista, tentou tomar meu microfone, e deu um soco na câmera. Para o azar dele, machucou o dedo neste momento. Veio na minha direção e passou o dedo dele com sangue na minha camisa, talvez para tentar me incriminar mais tarde… “Jornalista” esperto ele, né?”
A polícia foi acionada e, enquanto o jornalista da Band dirigiu-se à delegacia para realizar um Boletim de Ocorrências Gil Sobreira fez um exame de delito. Em sua página em uma rede social, o jornalista piauiense disse que foi agredido e acusa Oscar Filho de mentiroso. Entretanto, em uma entrevista a um site nacional, Gil Sobreira disse que “não houve agressão física. Ele arranhou minha mão. Então fiz um exame de corpo de delito para me precaver”.
Em entrevista ao PortalODIA o jornalista piauiense disse que os empurrões foram lado a lado e desafiou Oscar Filho para um debate "pela primeira vez ele encontrou alguém pra irritá-lo na mesma medida. Eu desafio ele para um debate sério  em qualquer rádio de Esperantina", frisou Gil Sobreira.
Fazendo uma dura crítica não só à política como também a imprensa, o que cabe não só  à Esperantina como outras regiões do país. “A política em Esperantina, no interior do Piauí (Brasil), é um lixo por causa de pessoas como o atual prefeito e o seu assessor/jornalista/vira-casaca! Um por aparecer num vídeo aceitando propina e fugir da reportagem por ter e ser alvo do MP por causa disso. Outro que nos convocam para mostrar algo podre na cidade, mandando provas e tudo, mas muda de ideia porque agora trabalha com seu antigo inimigo e o defende".
Comentário do Oscar Filho sobre esta notícia q ele postou lá no próprio site Portal O dia (fonte):

Nenhum comentário: