sábado, 12 de abril de 2014

"EU ACHEI TÃO BIZARRO", DIZ TAS SOBRE O IPEA


Um assunto que tem repercutido bastante na mídia é a cultura do estupro, principalmente depois de uma pesquisa feita pelo IPEA disse que muitas pessoas acreditam que que as mulheres provocam a agressão.

Claro que o que é notícia faz parte do CQC e Marcelo Tas comenta a matéria. "Eu achei tão bizarro e nós fizemos uma reportagem ironizando isso e uma pesquisa do CQC".

O "Olho Por Olho" levou meninas com roupas consideradas "provocantes" para uma balada e simulou uma situação onde elas estavam vulneráveis.
"Infelizmente a gente acabou confirmando uma realidade que é muito triste, que os meninos são muito desajeitados, né?", diz.

"A maioria deles se acha e partem pra cima de um jeito muito desastrado", complementa. Alguns homens resolvem se aproximar das mulheres impondo suas vontades e não conseguem conquistá-as.

"É uma coisa triste, porque os meninos precisam aprender que se eles forem mais gentis e nem diria educados, mas diria mais inteligentes mesmo. Eles poderiam conquistar as meninas de uma forma muito mais gostosa inclusive", comenta.

Além disso, Tas não entende como alguém se diverte forçando qualquer situação, como acontece no estupro. "Eu nunca entendo como que alguém consegue ter prazer com uma pessoa que ele está forçando a ter prazer. Não consigo entender", confessa.

Reveja aqui as duas matérias que falaram sobre o assunto do desrespeito com as mulheres:



Fonte: Site Oficial CQC

Nenhum comentário: