quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

"Renovação em TV é fundamental", diz Marcelo Tas sobre fim do CQC

Com autoridade de quem comandou a bancada do "CQC" por sete anos, Marcelo Tas afirma que, mesmo fora da TV em 2016, o programa deixa um saldo "extremamente positivo". 




 "O CQC contribuiu para renovação do humor brasileiro, vários novos talentos foram revelados e trouxe um novo frescor e irreverência à linguagem telejornalística, sobretudo para a cobertura política", afirmou Tas. Para o apresentador, é natural o final do ciclo. "Sou grato pelos sete anos que lá estive e desejo o melhor para meus ex-colegas de bagaça. Renovação em TV é fundamental, na frente e atrás das câmeras. O CQC acabou? Viva o CQC!", disse. 

Convocado para uma reunião nesta quarta com o diretor da TV Bandeirantes, Diego Guebel, Marco Luque foi informado sobre o fim do "CQC". 

O apresentador do programa confirmou ao UOL a surpresa com a decisão da emissora. "Fomos surpreendidos com a notícia, mas era uma possibilidade. Todo final de ano existe essa preocupação com relação à grade da próxima temporada. Existe uma avaliação das atrações e todo mundo fica na expectativa, na torcida. Nós não esperávamos porque nessa reta final o CQC estava indo muito bem. Televisão é isso", explicou Luque que estava ao lado de Maurício Meirelles e Rafael Cortez no encontro com os diretores. 




Meirelles também lamentou o fim do programa que é inspirado em um formato argentino. "Estou triste pelo fim do projeto, mas não pessoalmente. Na TV é assim que funciona... É uma profissão como qualquer outra. Dá certo continua, dá errado termina", afirmou o repórter para o colunista Flávio Ricco, do UOL. 



Luque confirmou que a direção da Bandeirantes garantiu que só seria um ano sabático para a turma do CQC. Em 2017, existe a possibilidade de um retorno. Um dos mais antigos integrantes do programa, que estava no ar há oito anos, ele não escondeu uma certo decepção. "Estou chateado e triste porque é uma perda, uma dor para nós integrantes de um programa que revolucionou a televisão brasileira. Foram oito anos de sucesso, sim, e isso é que fica marcado", comentou o apresentador cujo contrato termina no dia 31/12. Luque não sabe como vai ser o seu futuro na televisão. "Não tenho nada, não tenho uma proposta de outra emissora. Vamos esperar", declarou. 

Ex-integrantes lamentam fim do programa 



No Twitter, Monica Iozzi, que deixou o "CQC" em 2013, lamentou a suspensão do programa. "Lamento muito. O trabalho mais difícil que já realizei e do qual mais tenho orgulho. Uma pena...", disse ela. 



Integrante em 2014, Naty Graciano também se pronunciou sobre o fim do "CQC". No Facebook, ela desejou sorte à equipe demitida pela Band. "Fiz parte da história do programa que eu tanto admirava... Nunca esperei entrar e aconteceu! Por mérito meu! Graças a Deus! Agora, o CQC chega ao fim este ano! Tive momentos incríveis, entrevistei muita gente f... 'Bati' bastante a cabeça para dar o meu melhor... Enfim, valeu a pena! Estar na TV nacional no ano passado foi um sonho! Triste acabar assim... Sorte a todos profissionais que estão sem emprego! Eu também sigo buscando outro lugar para causar na TV!", escreveu. 




"CQC" entre 2008 e 2014, Oscar Filho agradeceu por ter feito parte do programa e mandou força aos profissionais. "Se tanta gente me para na rua é por causa deste programa. Graças a ele, muita coisa mudou na minha vida. Abraços aos amigos e colegas que ficaram e que não terão nenhuma dificuldade para voltar ao mercado de trabalho. Força aí, galera!!!", publicou no Facebook. 

Rafinha Bastos ironiza fim do "CQC" 



Rafinha Bastos encarou o anúncio da Band com ironia. Afastado do "CQC" em 2011 após dizer que "comeria" a cantora Wanessa Camargo e o bebê dela, o humorista publicou no Facebook uma carta dizendo que foi "figura decorativa" do programa, em referência à carta de Michel Temer a Dilma Rousseff, e que contava "as piadas que os outros não tinham coragem de fazer".

Acabam de noticiar que o CQC acabou. Não haverá a temporada 2016 do programa.Enviei esta carta ao CQC. Exatamente como...
Posted by Rafinha Bastos on Quarta, 9 de dezembro de 2015


Ronald Rios, repórter do "CQC" durante três anos, também fez piada com o fim do programa e o anúncio de que voltará em 2017. "É tipo quando a mina pede tempo para o cara e o cara fica cheio de esperança: 'Quando voltar, o sentimento vai ser maior'", cutucou no Twitter.

Nenhum comentário: