quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Piloto Marc Márquez tem casa invadida por CQC italiano e reclama de insultos e agressões

Dois repórteres do CQC da Itália alegaram que tentaram entregar um prêmio a Marc Márquez na casa do espanhol e foram agredidos

À medida que se aproxima a etapa de Valência, que vai decidir a temporada 2015 da MotoGP, a disputa que deveria ser entre pilotos se torna cada vez mais entre países, com italianos e espanhóis comprando as dores dos seus ídolos. Na sexta-feira, dois repórteres do CQC da Itália alegaram que tentaram entregar um prêmio a Marc Márquez na casa do espanhol e foram agredidos pelo piloto, familiares e amigos.

Neste sábado veio a versão do piloto. "No dia de ontem (sexta), aconteceram tristes acontecimentos em Cervera (onde fica a casa dos pais de Márquez). Um grupo de pessoas invadiu a casa do piloto e proferiu uma série de insultos, realizando ações humilhantes e ridículos para o piloto. Eles chegaram a empurrar e agredir familiares mais próximos", explicou o staff de Márquez em comunicado.

"Dada a gravidade da ação, os atos foram denunciados (à polícia) e seguirão o curso normal de uma ação penal contra essas pessoas", continuou Emilio Alzamora, representante do piloto espanhol.

Na sexta, o Le Iene, verão italiana do CQC (humorístico exibido no Brasil pela Band), publicou em seu perfil no Facebook que os repórteres Stefano Corti e Alessandro Onnis teriam sido agredidos na casa de Márquez.

"Corti e Onnis hoje a tarde (sexta) foram à Espanha para tentar entregar a Márquez o 'copo de m...', um prêmio especial para celebrar as obras do espanhol. Mas as coisas não andaram como esperávamos", postou o programa, afirmando que os dois haviam sido levados a um hospital.

"Chegamos perto da casa dos pais do piloto, onde encontramos sue pai, seu irmão e um amigo dele. Quando tentamos entregar nosso troféu, fomos agredidos, tivemos nossa câmera quebrada e tirada de nós nossa placa de vídeo. Provavelmente eles queriam um troféu mais grosso", relataram os humoristas. O 'troféu' tinha o formato de um pênis gigante.

De acordo com o jornal espanhol 'Marca', os humoristas do CQC chegaram a entrar na garagem da casa e quebraram duas garrafas de champagne contra um muro para 'simular' um pódio. Depois, teriam puxado o piloto pelo braço, quando este pediu que deixassem a residência.

Repórteres do CQC da Itália alegaram que tentaram entregar um prêmio a Marc Márquez na casa do espanhol e foram agredidos
*
*
*
*
*
*
Obs de Lina Silva: Agredir entrevistados não é do feitio do CQC, nem na Itália e nem em qualquer país que o programa seja exibido. Se baseando ao que assisto aqui no Brasil, é mais verídica a versão de Le Iene do que desse piloto arrogante aí.

Criador do CQC agora quer mandar no Boca Juniors

Mario Pergolini (centro) é o criador do CQC e da famosa produtora Cuatro Cabezas
Vivendo grande fase, com o título do Campeonato Argentino já assegurado e a possibilidade de conquistar a Copa Argentina nesta quarta-feira, o Boca Juniors pode ter como "chefão" em breve uma das maiores celebridades da Argentina.
Trata-se de Mario Daniel Pergolini, empresário de 51 anos conhecido por ser o criador do programa CQC, exibido no Brasil pela TV Bandeirantes. Ele foi o primeiro apresentador da atração, que foi ao ar em 1995, e lançou o estilo terno e óculos escuros, usado depois por Marcelo Tas, Dan Stulbach e cia. na programação da Band.
Dono de um império de mídia, Pergolini também é criador e dono daCuatro Cabezas, uma das maiores produtoras de televisão do mundo, com escritórios em sete países, e da rádio Vorterix, além de ser locutor e apresentador do programa ¿Cuál es?na rádio Rock & Pop, naquela que é a atração mais ouvida da Argentina na frequência FM.
Torcedor fanático do Boca, Pergolini está como candidato a vice na chapa encabeçada por Jorge Amor Ameal, empresário e advogado que já foi presidente do clube xeneize entre 2008 e 2011, e agora quer retornar ao poder.
"Seria bárbaro que Mario Pergolini trabalhasse diretamente para o clube. Tenho uma excelente relação com ele, pois sempre colaborou de todas as formas", elogiou Ameal.
O advogado é, ao lado de Daniel Angelici, o favorito para assumir a presidência boquense nas eleições do time, marcadas para 6 de dezembro. José Beraldi, que é um dos diretores mais antigos do Boca, e Victor Santa María são os outros candidatos.
Pergolini também é conhecido por ter uma rivalidade ferrenha com outro famoso apresentador de TV: Marcelo Tinelli, o "Cuervo", que é torcedor fanático do San Lorenzo e será candidato à presidência da AFA (Associação de Futebol Argentino).
Mario Pergolini CQC Torce Boca Juniors Banfield Argentino 04/12/2011
Pergolini festeja vitória do Boca em La Bombonera
Tinelli, eterno apresentador doShowmatch (espécie deDomingão do Faustão) e Pergolini, com outro programa que criou, o La TV ataca, sempre disputaram ponto a ponto da audiência argentina. A rivalidade nunca foi sadia, com muitas trocas de farpas e acusações de que o outro sempre faz de tudo pelo ibope.
No ano passado, inclusive, o criador do CQC alfinetou o "Cuervo" depois que Tinelli foi eleito como Personalidade Destacada da Cultura na Argentina.
"Ele é uma referência da televisão, e televisão é parte da cultura, claro. Mas se entendemos que o que Tinelli faz é cultura, e não ler um livro de Jorge Luis Borges, estamos em perigo", cutucou, bem ao estilo do programa que criou.