terça-feira, 29 de novembro de 2016

Band define quando será o retorno do programa “CQC”

Noticiamos recentemente que o programa “CQC” não retornaria mais à programação da Band, que havia prometido sua volta para o ano de 2017, já que 2016 foi um ano sabático para o humorístico. No entanto, segundo o diretor-geral de conteúdo do canal, Diego Guebel, não é bem assim.

Existe uma possibilidade de o programa reestrear no segundo semestre do ano que vem, mas o mais provável é que isso só ocorra em 2018, quando o formato completa dez anos no Brasil. Assim, a Band irá dobrar o “ano sabático”. Nos bastidores, ainda é dúvida se a atração voltará mesmo.

Avalia-se que a inovação que o CQC trouxe, a abordagem irreverente da política e do universo das celebridades, já foi assimilada e copiada por outros programas. Mas de acordo com informações do colunista Daniel Castro, o programa continua no radar da direção da Band.


domingo, 21 de agosto de 2016

AGORA É OFICIAL: Band desiste de produzir "CQC" e programa é cancelado

O período sabático do "CQC" se tornou uma pausa definitiva. A Band resolveu que não irá mais produzir o humorístico.
Segundo o jornal "Agora S.Paulo", a direção do canal chegou à conclusão que seria necessário investir um dinheiro pesado na reformulação do projeto que perdeu força no mercado - e junto ao público - nos últimos anos.
Operando com um orçamento baixíssimo, a emissora paulista abortou a ideia de contar com a atração em sua grade em 2017.
Vale lembrar que os principais nomes do programa foram contratados pela Globo. Integrantes da bancada na última temporada do projeto, em 2015, Rafael Cortez faz parte do elenco do "Vídeo Show" e Marco Luque foi reforça o time do "Altas Horas".
O cancelamento não significa que a empresa tenha desistido da parceria com a Cuatro Cabezas, idealizadora do formato do "CQC". Criações da produtora, "A Liga" e "O Mundo Segundo os Brasileiros" ganharão novas temporadas em breve.


Nem precisei esperar por 2017 para ter a resposta às perguntas da minha postagem do dia 11/08.
Agora sim, é hora de dar ADEUS. :´(

AQUI VAI UM RESUMO DA GALERA QUE PISOU NO CQC UM DIA.
#VALEUPORTUDOCQC

CQC 2008 - 2009


CQC 2009 - 2011
CQC 2012



CQC em 2013



CQC em 2014


CQC em 2015


quinta-feira, 11 de agosto de 2016

É hora de dar tchau?

Tds os dias, desde 2009, este blog estava antenado para transmitir noticias sobre o nosso querido programinha CQC, além de querer oferecer algo a mais como ilustras e a série mensal de animação MEGA LIGA CQC, q dps virou uma série de webcomics.

Qdo o CQC se despediu de nós de uma forma tão inesperada, demorou demais para nós fãs ''digerirmos'' isso. Inclusive para mim aqui!! 

Por mais q a gente tente ''empurrar com a barriga'' e tentar manter aquela pequena brasa de fã acesa... chega uma hora em q temos q deixar a nossa ficha cair e encarar a realidade - o CQC acabou. :( Cada um foi seguir outros caminhos, afinal a vida continua... E como eu era fã do programa e do grupo q o formava, e não de cada integrante individualmente, eu não estou acompanhando seus trabalhos nas outras emissoras. De ninguém.

Sei q a BAND considera 2016 como um ano sabático, mas querer voltar com o Cqc envolve tanta coisa, q eu nem sei mais se isso será possível. 
Será q em 2017 teremos o CQC mesmo? Será q vai ser o CQC q conhecemos ou será q vai ser um programa coxinha?

Te aguardo, 2017, para me responder a estas perguntas. Obrigada a tds q acompanharam este blog, antes mesmo de termos nossa PG no FACEBOOK, TWITTER e YOUTUBE.

Ah, falando em Youtube, o canal criado para a Mega Liga CQC tem tds os episódios postados para quem quiser matar a saudade. ;) 

Um beijão a todos.


quinta-feira, 28 de julho de 2016

Felipe Andreoli diz que CQC o preparou para Encontro com Fátima Bernardes

A vida de Felipe sofreu a maior reviravolta desde que ingressou na equipe de reportagem do humorístico CQC em 2008. Ele, que até então fazia matérias para os programas esportivos da Band, caiu de tal forma no gosto do público que entrou no radar da Globo. E por isso, no início do ano passado, foi para a emissora fazer reportagens para o Encontro com Fátima Bernardes, além de participar, no SporTV, do Extra Ordinários. 

Mas as conquistas do paulistano de 36 anos não pararam por aí. O bom desempenho no Encontro lhe rendeu o convite para, desde dezembro, comandar a atração  com Ana Furtado nas folgas e férias de Fátima. Sem falar que, durante as Olimpíadas, vai aparecer massivamente na programação do SporTV, realizando o sonho que sempre teve de se destacar no jornalismo esportivo, assim como o pai, Luiz Andreoli. 
Na entrevista, Felipe, que pelo segundo ano foi um dos apresentadores do Top of Mind  A Tribuna, conta que conheceu a mulher – Rafa Brites, 29, repórter  do Mais Você e do SuperStar – no Facebook. O casal, inclusive, está esperando o primeiro filho, Rocco. “Se ele for feliz – e nós faremos de tudo para isso acontecer –, a nossa missão já estará cumprida”, afirma.
Tudo que conquistou até o momento foi da forma como você esperava?
Acho que nada ocorreu como eu imaginava desde que entrei no CQC. Foi uma mudança muito grande, sabe? Sempre quis ser jornalista  e cobrir esportes, o que é uma paixão minha. E isso aconteceu. Mas, com o CQC, o leque de possibilidades se ampliou bastante, porque comecei a experimentar outras coisas e vi que também  tinha capacidade de fazer aquilo. Portanto, quando o ciclo do CQC estava terminando e recebi a proposta de fazer o Encontro com Fátima Bernardes, na Globo, aliado ao Extra Ordinários, do SporTV, foi  o melhor dos mundos. Pude me manter no entretenimento com o programa da Fátima e continuar com o pé no esporte no SporTV.
Depois do que aprendi no CQC é difícil eu ficar muito nervoso ao ser pressionado e cobrado
E o Extra Ordinários aborda o esporte de um jeito bem próprio 
Exatamente. Nós não temos o compromisso de mostrar os lances etc. Essa, aliás, não é a minha maneira de debater o futebol, nem nenhum outro esporte. Fui inserido em um contexto legal ao lado do Peninha (Eduardo Bueno), da Maitê Proença e do Xico Sá, que saiu há pouco do programa. Hoje, já me sinto em casa no Extra Ordinários e ajudo a mediar os debates, pois sou quem mais entende de esporte ali. Tive diversos avanços nesse ciclo inicial de Globo e SporTV. No próprio Encontro, além de fazer reportagens, tenho tido a chance de, junto com a Ana Furtado, substituir a Fátima.É muito prazeroso apresentar o programa nas folgas e férias dela, mas não deixa de ser um baita desafio. É... A minha vida mudou tanto desde o CQC que apenas tento dar o meu melhor para as coisas fluírem naturalmente.
Como foi quando soube que iria substituir a Fátima?
No fim do ano passado, estava planejando a folga do Réveillon e meu chefe ligou dizendo para cancelar tudo, porque ia apresentar o Encontro. Foi uma surpresa! Afinal, quem substituía a Fátima geralmente não era alguém fixo do programa. E acredito que o Marcos Veras estava cotado para isso, só que ele quis focar na carreira de ator. O curioso é que a direção já andava me colocando no sofá com a Fátima, para ficar mais no estúdio. Isso deve ter sido um teste... Mas, cara, depois do que aprendi no CQC, é difícil eu ficar muito nervoso ao ser pressionado e cobrado. 
Como o público tem reagido?
As pessoas respondem superbem. Eu e a Ana recebemos muitos elogios na Central de Atendimento ao Telespectador (CAT), que é um setor ao qual a Globo vem dando bastante atenção. E o Encontro tem mantido sua audiência quando nós o apresentamos. Ele é um dos programas em ascensão no ibope. Hoje, na TV aberta, anda difícil ver uma atração com a audiência crescendo e batendo recordes em São Paulo e no Rio de Janeiro como o Encontro. Creio que isso se deve ao amadurecimento da Fátima como entertainer e do próprio programa. Os diretores foram notando o que dava certo e fizeram os ajustes necessários.
Qual é o perfil de quem  assiste ao Encontro?
O meu feedback no CQC vinha mais das redes sociais do que das ruas, porque era um programa mais visto por jovens. Em compensação agora, no Encontro, por mais que parte do público use bastante a internet, o retorno maior é nas ruas. Desde que entrei para o programa, reparei o perfil de quem me aborda mudar. Passaram a ser mais mulheres, senhoras, senhores e casais. Fui gravar uma matéria em Caruaru (Pernambuco) e me impressionei como me reconheceram mesmo estando de óculos, boné e debaixo de uma sombra. Em horas como essa, você percebe a força da Globo, principalmente se vai para um lugar em que as pessoas não têm muitas alternativas à TV.
O que fazia antes do CQC? 
Fui o único que já era da Band a entrar no programa. Como tinha feito uma matéria engraçada com  o Mr. Bean (Rowan Atkinson) que agradou à diretoria do canal, eles me chamaram para os testes do CQC com o pessoal lá de dentro. Antes disso, fazia reportagens para o Jogo Aberto, o Band Esporte Clube e havia apresentado alguns programas de esporte da emissora. O CQC me abriu a mente. Até então, nunca tinha imaginado fazer um programa de humor, subir no muro e gritar para chamar o entrevistado, correr atrás de políticos...
Muita gente acha que você é humorista? 
Isso acontece demais! Sempre tento reforçar que sou jornalista. Não é que considere uma ofensa ser apontado como humorista. É que não me sinto um comediante. Sou um cara bem-humorado, que fala as coisas de maneira leve. Estou mais para um entertainer. OK, tenho boas sacadas, respostas rápidas e entendimento razoável de diversos temas, que me permitiu transitar por quase tudo no CQC, mas o humor não é a minha maior qualidade. É que essa associação foi inevitável, pois muita gente do programa era humorista.  
E você chegou, inclusive, a fazer shows de stand up comedy
É verdade. Mas, mesmo que as ideias para as piadas fossem quase todas minhas e eu escrevesse os textos que dizia no espetáculo, tive de adaptar a fórmula de um show de stand up ao meu jeito de fazer rir. Tenho a essência do humor, mas não sou humorista.
Pretende montar um novo show?
Penso nisso às vezes, ainda mais em épocas de grandes eventos esportivos, como agora com as Olimpíadas. Mas tenho achado melhor focar no caminho que estou seguindo no momento. Quero que as pessoas entendam que posso abordar assuntos variados e dialogar com diferentes idades. Mesmo assim, de vez em quando, bate uma saudade de shows como o que fiz no Coliseu, em Santos, que foi um dos mais legais da minha vida.
Conheci minha mulher no Facebook. Fechamos nossos perfis individuais e abrimos um de casal. 
O que aconteceu de tão especial nessa apresentação?
Em primeiro lugar, o Coliseu  é um teatro lindo e ele estava lotadão. Até o Neymar foi me ver. Foi um espetáculo intenso! A galera se divertiu muito e, como me empolguei, o show durou mais do que o normal. 
É engraçado o tempo inteiro?
Boa parte dos comediantes que conheço é mal-humorada. E é disso que vem a graça deles, porque, na minha opinião, o humor está muito baseado no olhar crítico que a pessoa tem das situações. Sim, quem trabalha com humor geralmente é chato! (risos) No fundo, o comediante cria piadas por não aguentar o trânsito, a política...
Você se enquadra nisso?
Não é que eu seja mal-humorado. Sou um cara mais crítico. Vou te dar um exemplo: sou paulistano e, por causa do trabalho, vou com frequência para o Rio de Janeiro. Me indigna como o serviço de lá é ruim. Ele deveria ser o melhor do Brasil, pois é a cidade que mais recebe turistas. Me irrito bastante com coisas assim e a falta de educação das pessoas, mas não externo isso sempre. Enfim, no convívio social e no trabalho, costumo ser o cara bem-humorado, que vai deixar o clima legal.
Pratica esportes? 
Jogo tênis duas, três vezes por semana e futebol, uma. Bato bola com a mesma turma desde 1999. E ainda faço um pouco de funcional para ter condicionamento para as duas modalidades. Sempre gostei de esportes, e já pratiquei de tudo: judô, natação, handebol, vôlei, basquete... Levo o esporte muito a sério, sou dedicado. Minha mulher, às vezes, fala que eu devia ter sido esportista. Eu adoraria, mas não tinha talento suficiente. Se bem que, hoje, teria chances. Não no tênis, que exige bastante técnica, e sim no futebol, porque, atualmente, o cara que tem um preparo físico gigantesco e sabe fazer, ao menos, um passe sai jogando por aí. T
Torce para qual time? 
Portuguesa. Venho de uma família democrática: minha mãe e meus irmãos são são-paulinos; meu pai, palmeirense; meu padrinho e meus primos, corintianos. E torço para a Portuguesa por causa do meu avô.
É muito zoado por isso? 
Demais! Sempre me perguntam se não tenho um outro time! (risos)  No Extra Ordinários, o pessoal fica danado com a brincadeira de que, dependendo do lugar, torço para mais de um time. É que, assim, aumentam as minhas chances de ganhar. Se ficar esperando só a Portuguesa, estou ferrado (risos).
Tem planos para as Olimpíadas? 
Vou ser liberado do Encontro para ficar o tempo todo no SporTV. Durante a competição, o Extra Ordinários será diário  e farei outras coisas no canal, que ainda não posso revelar.
Você e sua mulher têm agendas cheias de compromissos. Como fazem para conciliar os horários?
Hoje, a gente fica mais junto do que quando eu fazia o CQC, porque as minhas viagens andam mais regulares e não demoram tanto. Por exemplo, sei que, todo domingo, preciso estar no Rio de Janeiro para fazer ao vivo o Extra Ordinários e, como a Rafa tem o SuperStar, uma parte do ano me acompanha nessas idas nos finais de semana de São Paulo para o Rio. Ficamos, no máximo, dois dias sem nos ver na semana e, como nosso núcleo de produção faz tanto o Mais Você quanto o Encontro, a equipe nos ajuda a organizar as agendas.
Há quanto tempo estão juntos?
Há seis anos. Conheci a Rafa no Facebook, e sabe o que fizemos? Fechamos nossos perfis individuais e abrimos um do casal. Foi um acordo nosso! E estou em todas as redes sociais. A minha página no Face tem ido superbem. Lá, publico vídeos de futebol que o pessoal ama. Ainda participei do canal de futebol do YouTube Desimpedidos, projeto que decolou e que meus parceiros continuam tocando.

quinta-feira, 9 de junho de 2016

'O CQC acabou porque perdeu a relevância', diz Maurício Meirelles

Quando a Band anunciou que o CQC teria em 2016 um ano sabático, a notícia caiu como uma bomba entre os integrantes. Embora o programa estivesse em crise na audiência e tenha sofrido duras críticas após a última reformulação de elenco, ainda havia esperança - por parte da equipe - de que o público voltaria a se interessar pela atração, que há tempos apresentava sinais de desgaste.
"O CQC acabou porque perdeu a relevância", avalia Maurício Meirelles, que trabalhou como repórter da atração por quatro anos. "Quando o CQC deixou de ser tão relevante nas mídias sociais eu percebi que ali havia um problema. Embora nossa audiência nunca tenha sido grande, tínhamos uma forte presença no meio digital. As pessoas comentavam o que fazíamos. E isso parou de acontecer. Não sei se é porque deixamos de fazer matérias sobre política, ou se é porque investimos mais em festas com famosos", comenta.
Fato é que nunca o CQC se fez tão necessário na TV como em 2016, ano de alta turbulência no cenário político nacional. Uma das principais marcas do programa era a falta de medo dos repórteres em colocar contra a parede os personagens controversos que ocupam cargos públicos. Mas a atração perdeu a ousadia.
"É triste. Estamos em 2016, tem um monte de coisa acontecendo e não tem um CQC, aquele que todo mundo amava, nas ruas. Eu acho que seria mais triste se estivéssemos no ar e não estivéssemos cobrindo política. O momento de hoje urge a necessidade de um CQC contestador. Se estivéssemos nas manifestações, nas eleições, nas votações do Senado e da Câmara teríamos um programa espetacular", diz.

sábado, 21 de maio de 2016

BOMBA: Band exige resposta comercial para ressuscitar "CQC" no ano que vem


Entre fins de agosto e começo de setembro, portanto já com os Jogos Olímpicos encerrados, a direção da Bandeirantes pretende colocar na mesa de discussão o assunto "CQC", que oficialmente encontra-se em período sabático.
A ideia de provocar saudade no público é interessante e cria expectativas, só que, em virtude do atual cenário econômico – a Band inclusive desistiu do campeonato brasileiro da série A-, fica difícil acreditar que o programa será mesmo ressuscitado.
Na verdade, para a maioria, na emissora, trata-se de um caso encerrado e que não tem volta, mas os donos do formato não pensam dessa maneira e acreditam realmente no retorno dos "homens de preto" – nova geração. Daí a razão de insistirem no tal "período sabático".
O "CQC" até pode voltar ao ar em 2017, porém, haverá a obrigação de uma resposta comercial à altura. Se não estiver completamente vendido, esse retorno às noites de segunda-feira não acontecerá, uma vez que a emissora descarta investir em novas "aventuras". O momento exige os pés no chão.

Marco Luque passa por cirurgia para retirada do apêndice


O humorista Marco Luque passou por uma cirurgia para retirada de apêndice no dia 03 de Maio.

Segundo comunicado divulgado em sua página no Facebook, Luque precisou cancelar uma apresentação do espetáculo "Stand up Comedy & Music" em Franca, interior de São Paulo.
.

Altas Horas

Depois de oito anos na bancada do "CQC", Marco Luque estreou no último dia 16 de abril no "Altas Horas". Amigo de Serginho Groisman, ele foi convidado para interpretar seus personagens mais famosos: o motoboy Jackson Faive, o taxista Silas Simplesmente, o geek Ed Nerd, o religioso Mustafary e empregada Mary Help. 

Ex-CQC Naty Graciano vira repórter de Otávio Mesquita no SBT

Ex-integrante do "CQC", Naty Graciano começou a trabalhar no programa "Okay Pessoal!!!", do SBT. É o primeiro trabalho da atriz e comediante como repórter desde sua saída do humorístico da Band, em fevereiro de 2015.
Fora da TV, Naty migrou para o teatro, criou um canal no YouTube  e abriu uma academia em Sorocaba, interior de São Paulo, onde treina crossfit.
A primeira gravação de Naty para o programa de Otávio Mesquita, realizada nesta quarta-feira, foi sobre youtubers... 
A repórter conta que seguiu uma linha diferente do "CQC", que tinha "humor mais sério", segundo ela.
"Depois que saí do programa, alguns convites para voltar à TV não deram certo, mas estou no mercado e não vejo a hora de ter um contrato e um microfone para chamar de meu novamente", brinca Naty ao UOL. "Apesar de ser atriz de formação, amo ser repórter porque consigo mostrar as histórias e os personagens", completa.
Naty foi convidada pelo próprio Otávio Mesquita, seu fã desde os tempos de "CQC". A repórter deverá aparecer mais vezes no "Okay Pessoal!!!" e, se depender de Otávio, poderá fazer parte do elenco fixo do programa.
"A primeira vez que ela me entrevistou me chamou de Amaury Jr.", relembra Otávio. "Sempre convido pessoas com talento e acho ela muito talentosa, com o DNA do programa, como a Bárbara [Koboldt, repórter do 'Okay Pessoal!!!'], elogia.
A loira é a segunda ex-CQC no SBT. Ela faz companhia a Danilo Gentili, que desde 2014 apresenta na emissora o talk show "The Noite".
Com o anúncio do fim do "CQC", em 2015, o elenco migrou para outros programas e emissoras. Marco Luque e Rafael Cortez foram para a Globo e se uniram a outros ex-colegas como Monica Iozzi, Dani Calabresa e Felipe Andreoli. Continuaram na Band Lucas Salles, no "Pânico", e Juliano Dip, integrado à equipe de jornalismo.

sexta-feira, 20 de maio de 2016

FAUSTÃO FICA FURIOSO COM RAFAEL CORTEZ E PROÍBE EX-CQC DE IR AO 'DOMINGÃO'

Cortez tem ido a alguns programas da Globo para realizar matérias para o 'Vídeo Show', só que Fausto Silva perdeu a paciência com ele 

 Por causa de algumas brincadeiras feitas por Rafael Cortez nos bastidores do "Domingão do Faustão", o apresentador ficou furioso e agora não quer mais saber do ex-CQC participando de seu programa. 


A confusão aconteceu no último domingo, dia 24, quando o novo contratado da Globo foi gravar uma matéria para o "Vídeo Show", programa no qual ganhou uma oportunidade na toda poderosa Globo. 

 Rafael Cortez, sempre acostumado a fazer muitas brincadeiras com seus entrevistados na época do CQC, na Band, levou este mesmo espírito de descontração para os bastidores do "Domingão" e acabou se dando mal. O excesso de brincadeira acabou foi prejudicando seu trabalho, depois que Fausto Silva se mostrou visivelmente incomodado por causa das "gracinhas", segundo publicação do jornal O Dia. 

 Fausto, que praticamente manda e desmanda ali dentro, proibiu Cortez de voltar ao seu programa e não quer vê-lo nem mesmo nos bastidores. Por coincidência, logo que o ex-CQC foi contratado pela Globo ele chegou a manifestar seu desejo de um dia substituir o Faustão as domingos, mas já começou muito mal, ganhando o desprezo de um dos principais nomes da casa. Ao chegar à Globo, Cortez revelou que iria atuar no "Vídeo Show", mas estava disponível para trabalhar em qualquer outro programa para o qual fosse convidado, inclusive estava pronto para fazer merchandising e até mesmo apresentar o "Domingão do Faustão".

 Rafael Cortez atuou por um bom tempo no "CQC", da Band, mas em 2012 foi para a Record apresentar o "Got Talent Brasil", atração que não deu certo e foi riscada da programação da emissora. Ele tentou outra atração na Record, mas não dando certo, ficou na geladeira até voltar para a Band. Mas o CQC já não era o mesmo de antigamente. 

 Contando com a ajuda de Monica Iozzi, hoje um dos principais nomes da Globo, Cortez conseguiu deixar a Band e ser mais um ex-CQC a se tornar um global. Além de Monica Iozzi e Rafael Cortez, os ex-CQCs que estão na Globo são: Marco Luque, que foi para o "Altas Horas" e Felipe Andreoli que está com Fátima Bernardes no programa "Encontro".

terça-feira, 12 de abril de 2016

Ex-"CQC" Oscar Filho pinta cabelo de loiro para participação em filme

Intensificando a carreira do ator desde que saiu do "CQC" no início de 2015 - o programa terminou no fim do mesmo ano -, Oscar Filho protagonizará mais um filme. 


Trata-se de "Jogos Clandestinos", que contará os bastidores de jogos que não são permitidos pela lei, mas com muito humor. Além de Oscar, o longa também terá o ator Alan Souza Lima, que recentemente esteve na novela "A Regra do Jogo", da Globo, como Nenenzinho. 
Para fazer o papel, Oscar Filho pintou o cabelo de loiro. Ele postou a foto nas redes sociais e gerou comentários. 
"Tá parecendo a Ana Maria Braga", disse um internauta no Facebook. "Tá lindo", comentou outra. Até o momento, não há previsão da volta de Oscar Filho para a televisão.
Recentemente, ele participou do "Tá no Ar", da Globo.

sexta-feira, 25 de março de 2016

Rafael Cortez e Marco Luque, ex-CQC, são contratados pela Globo

Luque fará parte do "Altas Horas" e Cortez vai para o "Vídeo Show"

Dois humoristas ex-CQC foram anunciados nesta terça-feira como novos contratados da Globo: Marco Luque fará parte do elenco fixo do programa Altas Horas, enquanto Rafael Cortez participará do Vídeo Show.

Luque deve participar de maneira fixa do programa comandado por Serginho Groisman, mas não se sabe se ele terá um quadro ou se ficará junto aos convidados.

Luque e Cortez se unem a outros ex-CQC que foram contratados recentemente pela Globo: Dani Calabresa faz participações no Zorra e no Tá no Ar, Felipe Andrioli é membro do Encontro e Monica Iozzi, o mais famoso dos nomes, saiu recentemente da bancada do Vídeo Show, onde fez muito sucesso, para investir na carreira de atriz.

Ex-CQC Rafael Cortez é o novo repórter do 'Vídeo Show': 'Acabou a miséria'

Depois da chegada de Maíra Charken à bancada do "Vídeo Show", no início do mês, e da estreia da ex-BBB Ana Paula Renault como repórter do vespertino da TV Globo, foi a vez de Rafael Cortez ser anunciado como reforço da atração. O ex-integrante do extinto "CQC", da Band, e que também teve uma passagem pela Record, foi apresentado por Maíra e Otaviano Costa na tarde desta quinta-feira (24).
Cortez, que teria recebido apoio da amiga Monica Iozzi para ir para a emissora, entrou no estúdio do programa e brincou: "Gente, estamos na Globo. Acabou a miséria!". "Venceu na vida", respondeu a apresentadora, bem-humorada. "É porque a Maíra e eu éramos de teatro e no camarim só tinha coxinha fria", explicou em seguida o novo repórter da atração. "Eu só vim aqui porque tem comida de graça. Estou aqui pela comida e porque alguém está alienado, enlouquecido e me contratou", continuou Rafael, em clima descontraído. "Eu quero mostrar, Brasil, que eu tenho um contrato. Eu sou contratado da Rede Globo de Televisão", disse, exibindo o crachá da emissora.
Rafael vai atuar como repórter principalmente em São Paulo, mas eventualmente apresentará o "Vídeo Show", como já faz Joaquim Lopes. "E eu torço para que vocês faltem bastante para que eu possa vir muitas vezes", brincou ele. "Que várias gripes te acometam", brincou Cortez com Maíra, se dirigindo a Otaviano em seguida: "Que você também seja tomado por uma tuberculose". Ele ainda derrubou pipoca na bancada e não segurou o riso ao lado dos novos companheiros. Nas redes sociais, o repórter comemorou a chegada à nova casa. "A primeira vez na Globo a gente nunca esquece!", escreveu.

segunda-feira, 14 de março de 2016

(Uma pena! u.u) Após saída de Stulbach, Tas avisa que não volta ao "CQC"

Logo após a informação oficial sobre a rescisão de contrato entre Band e Dan Stulbach, face ao compromisso que existia para o "CQC", surgiram especulações sobre o retorno do Marcelo Tas.
E de uma possível volta dele ao "CQC" no ano que vem, como, aliás, é o desejo de muitos que nunca aprovaram a troca.
Só que nem uma coisa e nem outra. O próprio Tas, consultado, diz: "os sete anos à frente do 'CQC' foram fundamentais na minha vida profissional. Se existisse a hipótese, ficaria honrado e grato pelo convite, mas recusaria. Estou muito feliz na Globosat ['Papo de Segunda', GNT], onde tenho muitos horizontes a conhecer e ampliar meu trabalho como comunicador e autor de TV".
Além do mais, a Band não tem rigorosamente nada decidido sobre a volta do programa. É uma possibilidade próxima do zero

Ex-CQC! Dan Stulbach deixa a Band e negocia papel em novela da Globo


nsatisfeito com seu rumo na Band, Dan Stulbach rescindiu seu contrato com a emissora paulista, nesta quarta-feira (9). Ex-apresentador do "CQC", o ator estava escalado para protagonizar uma série sobre a história do Brasil no canal.
Segundo a coluna do jornalista Flávio Ricco, o rompimento foi amigável e ninguém terá que pagar multa.
O ator Dan Stulbach assinou nesta quinta (10) a rescisão de seu contrato com a Band, onde apresentou o programa "CQC" entre março e dezembro de 2015, quando a atração foi extinta pela emissora do Morumbi.
"Assinei a rescisão há poucas horas", disse ele ao UOL, após apresentar na noite desta quinta-feira (10) a comédia política "Morte Acidental de Um Anarquista" no Teatro do Masp, em São Paulo, onde fica em cartaz até 28 de abril.
Assim que o espetáculo acabou, Stulbach recebeu com exclusividade a reportagem na plateia do teatro. "Rescindi hoje [com a Band]. A gente vinha negociando isso há muito tempo. Saí tranquilo com o Diego Guebel [diretor artístico da Band] e com todo mundo lá. Agora, não tenho exclusividade com nenhum canal de televisão", informou.
Sem revelar valores, Stulbach contou que "a Band pagou a multa rescisória". Questionado se já é sondado pela Globo, o ator disse que, por enquanto, não há nada concreto, mas lembrou que é querido por muita gente na emissora carioca.
"Deixei muitos amigos na Globo. A Maria Adelaide Amaral [novelista da emissora] é minha amiga e veio ver minha peça. O cinema está me chamando muito este ano. Agora mesmo nesta sexta pela manhã estou indo para o Rio rodar o filme do Jayme Monjardim, que também é da Globo, 'O Vendedor de Sonhos'. Também fiz uma participação no novo filme do Renato Aragão ['Os Saltimbancos Trapalhões 2 - Rumo a Hollywood'], outro artista da Globo".
Rápido no gatilho, Stulbach já está negociando seu retorno à TV Globo. O famoso está mexendo seus 'pauzinhos' para fazer parte do elenco de uma das próximas novelas das 21h da emissora carioca.
Se tudo der certo, o bonitão fará parte do elenco de "Sagrada Família", folhetim de Maria Adelaide Amaral e Vicent Villari, com estreia prevista para o segundo semestre.
"Não me arrependo"
Stulbach afirmou que não se arrepende de ter deixado a Globo e ido para a Band.
"Eu mudei porque entendi que tenho de ser dono de mim mesmo, fazer as coisas que tivessem a ver comigo", analisou.
Em sua visão, a experiência no "CQC" foi válida. "Aprendi muito no 'CQC'. Minhas opiniões no programa vinham de maneira livre, não havia roteiro ou teleprompter [aparelho que passa o texto para os apresentadores]. O 'CQC' para mim foi um aprendizado de elaboração de pensamento, de ritmo, de me relacionar com o público. Não me arrependo", disse.
A reportagem perguntou, caso fosse novamente convidado, se toparia substituir outra vez as férias de Fátima Bernardes, no matutino "Encontro com Fátima Bernardes", o que ele já fez com sucesso na Globo.
"Eu adoro a Fátima. Mas até tenho medo desse tipo de pergunta, porque outro dia me perguntaram se eu toparia fazer um programa como o do Jô Soares, eu disse que sim, e aí soltaram a manchete: 'Adoraria substituir o Jô, diz Dan Stulbach'. Então, é melhor ir com calma. O que eu digo é que adoro a Fátima e tenho uma ótima relação com o Boninho [diretor do 'Encontro']", declarou.

Ex-CQC Marco Luque assina com a Globo e fará série com Monica Iozzi

Humorista vai atuar em 'A Advogada do Diabo', que também tem Tony Ramos no elenco

Monica Iozzi deixou a apresentação do "Vídeo Show" no último mês para se dedicar à teledramaturgia na Globo. A atriz vai protagonizar "A Advogada do Diabo" e, além da parceria com Tony Ramos, ela terá um velho conhecido no novo trabalho. Segundo o colunista Flávio Ricco, Marco Luque, com quem ela atuou no extinto "CQC", acaba de assinar com a emissora e também vai trabalhar na série, que também poderá ser batizada de "Vade Retro". No último sábado (27), ele já participou de um quadro no "Caldeirão do Huck", interpretando seu conhecido personagem Jackson Five.
Apesar de ainda não ter previsão de estreia, as gravações começam ainda no primeiro semestre de 2016. O programa - um suspense com toque de humor - é escrito por Fernanda Young e Alexandre Machado e se passa no mundo corporativo em São Paulo, com boa parte das gravações na capital paulista.
Antes da confirmação da ida de Luque para a TV Globo, Monica tentou levar outro ex-colega de "CQC" para a emissora. De acordo com a colunista Keila Jimenez, ela deu força para Rafael Cortez se transferir para a empresa onde, além de Monica, também atua outro antigo repórter do programa da Band,Felipe Andreoli
Monica tem visto negado para viajar aos EUA
Antes de estrear a nova série, Monica vem fazendo participações em programas da Globo. Antes de ir ao "Altas Horas", no último sábado (27), onde deu declarações polêmicas sobre sexo, ela tentou gravar um especial do "Estrelas", mas não conseguiu. A atriz e apresentadora viajaria com Angélica para os Estados Unidos, mas teve o visto negado pelo consulado americano e não pôde embarcar..

domingo, 28 de fevereiro de 2016

Marco Luque faz teste para atuar em série da Globo

Globo pode investir em outro nome criado pelo “CQC”. Marco Luque foi para a emissora realizar testes como ator para uma das próximas séries do canal ainda este ano. Com a decisão da Band de acabar com o “CQC”, o humorista perdeu o contrato que tinha e acabou ficando à disposição do mercado. 

Segundo o jornal O Globo, “Vade Retro” pode contar com os talentos de Luque, que pode seguir os mesmos passos de Monica Iozzi e Felipe Andreolli, que conseguiram posições de destaque dentro da Globo em pouco tempo. A primeira é uma das mais queridas apresentadoras que já estiveram no “Vídeo Show” e vai estrelar a série que Marco Luque realizou testes. 

“Vade Retro” é a próxima série da dupla Fernanda Young e Alexandre Machado. Eles já estão no novo episódio da produção, que ainda terá Tony Ramos como o diado defendido pela personagem de Iozzi. 

Dan Stulbach, ex-apresentador do “CQC”, revela desejo de substituir o programa de Jô Soares

O ator e apresentador Dan Stulbach esteve na manhã desta sexta-feira (26) no programa “Morning Show”, da rádio Jovem Pan, e falou sobre seus contratos com a ESPN, Band e desejos na vida profissional.

Depois de curtir a experiência na bancada do programa da Band, Dan afirmou na rádio que gostaria muito de comandar outro programa, como um talk show, por exemplo: “Eu adorei fazer o CQC! Escolhi ter contrato com a Globo por obra para poder escolher os trabalhos que quisesse participar. Na época estava como apresentador do programa da Fátima, surgiu o convite do CQC, e achei que seria um risco e aprendizado. E foi. Foi muito legal, aprendi diversas coisas! É tudo diferente, foi a primeira emissora que pisei fora a Globo. Eu abordava outros tipos de assunto, adorei” disse. Eu adorei fazer o CQC! Escolhi ter contrato com a Globo por obra para poder escolher os trabalhos que quisesse participar. Na época estava como apresentador do programa da Fátima, surgiu o convite do CQC, e achei que seria um risco e aprendizado. E foi. Foi muito legal, aprendi diversas coisas! É tudo diferente, foi a primeira emissora que pisei fora a Globo. Eu abordava outros tipos de assunto, adorei” disse.

Questionado sobre o que gostaria de fazer agora, que o “CQC” chegou ao fim, ele não hesitou: “Adoraria fazer um programa como o ‘Programa do Jô’, iria adorar sim substituir o Jô!”.
Sobre seu contrato com a Band, ele explica: “Minha questão com a Band passa por um programa apenas, que é uma série que faria parte, talvez até dirigiria, para o segundo semestre. É uma série da história do Brasil. Fui ontem ter uma reunião na emissora para poder fazer essa série e depois ficar livre para poder trabalhar em outra emissora”.


Comandando semanalmente o “Bola da Vez” na ESPN, ele disse que pode pintar em outra emissora fechada em breve: “O contrato com a ESPN termina agora e há convite para outra emissora não só para esporte, mas com uma coisa mais ampla”.

Depois do “CQC”, Guga Noblat integra elenco de “A Liga”

O jornalista Guga Noblat irá integrar o elenco da nova temporada de “A Liga”. O ex-“CQC” se junta a Maria Paula, Mariana Weickert e Thaíde. Essa informação foi comprovada pela assessoria de imprensa da emissora.
A nova temporada do programa irá estrear ainda neste primeiro semestre. O jornalista estava fora da Band desde 2014, quando saiu do humorístico depois de quase um ano e meio na emissora.
Mais o jornalista não é o único novato na equipe, já que Maria Paula também é nova no pedaço. Ela estava longe das telinhas desde o seu fim de contrato com a Globo em 2012.

Monica Iozzi dá força para o ex-'CQC' Rafael Cortez ser repórter da Globo

Apresentador quer fazer reportagens para algum programa da emissora e já foi visto circulando pelo Projac
Rafael Cortez pode seguir os passos de Monica Iozzi e Felipe Andreoli e trocar a Band pela TV Globo, após o fim do "CQC". E é a ex-apresentadora do "Vídeo Show" - atração da qual se despediu no último dia 12 - é quem está ajudando o apresentador a tentar entrar na emissora carioca. A informação é da colunista de TV Keila Jimenez.
O ex-repórter do programa da Band inclusive já foi visto no Projac, dias atrás. A vontade de Rafael, que teve passagem pela Record, onde comandou o "Me Leva Contigo", é ser repórter de algum programa global. Assim como Felipe, que faz reportagens para o "Encontro com Fátima Bernardes".
Em entrevista, o ex-homem de preto contou que Monica, clicada aos beijos com Klebber Toledo, já foi "apaixonada" por ele. "Mônica já foi a fim de mim quando entrou no 'CQC' em 2009. Ela me falou que teve uma paixão platônica por mim. Era encantada por mim. Fofo. Mas eu tratei logo de resolver isso. Foi fácil fazer ela mudar de ideia. Bastou eu mostrar quem sou eu. Daí ela conviveu comigo e foi fácil desapaixonar", brincou Rafael. Segundo a coluna, com frequência a atriz visitava a casa do colega de programa.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Voltando no tempo: Megaliga CQC episódio 5 "Cosplayers"



A campanha para 100 inscritos ainda continua. Por favor galera! Vamo me ajudar aí para eu conseguir uma URL personalizada, vai. ;-)

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Rafael Cortez apresenta namorada: “Nem sabia o que era o CQC”

No Meeting Point do Camarote QUEM O Globo, apresentador disse que foi à Sapucaí exclusivamente para ver o desfile da Mangueira por conta de Maria Bethânia

Rafael Cortez chegou ao Meeting Point do Camarote Quem/O Globo direto depois de pegar uma praia neste sábado de sol no Rio. Acompanhado da namorada, Adriana Fernandez, o apresentador contou à QUEM que fez questão de comparecer ao Desfile das Campeãs pela homenageada da Mangueira neste Carnaval: Maria Bethânia. “Estávamos em um resort em Costão do Santinho, em Florianópolis, e parei tudo para assistir ao desfile e disse: ‘Se ela ganhar mesmo, eu venho para Rio para ver o desfile’”, explicou, frisando sua paixão pela cantora. “Eu só queria ser amigo da Bethânia. Queria frequentar a casa dela, beber com ela, falar de música, do candomblé, ser íntimo mesmo. Esse é meu sonho”, comentou, bem humorado.

Sobre a amada, Cortez fez questão de apresentá-la e contar como todo o romance começou. “Estamos há cinco meses juntos. Ela é Relações Públicas e nem sabia o que era o CQC. É uma coisa linda, super low profile”, disse.

Ex-CQC, o apresentador atualmente produz um canal no YouTube chamado Love Treta e afirmou ter mais projetos a caminho. “Estou fechando algo numa TV aberta que não posso falar”, disse, fazendo mistério. Além disto, ele afirmou que ainda neste ano vai ainda lançar uma peça sobre relacionamentos, com estreia ainda no primeiro semestre, em Campinas.

Mesmo com alguns projetos em pauta, o apresentador separou um tempo para curtir o último dia de folia e assistir de perto a cantora desfilar. “Estou aqui porque a Bethânia ganhou. Sou devoto dela como alguém e de Nossa Senhora. Sou apaixonado por ela. Venho assistido tudo dela nos últimos anos”, concluiu.

RAFAEL CORTEZ E ADRIANA FERNANDEZ

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Klebber Toledo vira piada por beijar ex-CQC

Um assunto que deu o que falar neste Carnaval foi Klebber Toledo ser flagrado beijando Monica Iozzi. 

O ator fez de tudo para resistir ficar com ela publicamente, mas a ex-CQC fez marcação cerrada e conseguiu agarrá-lo em pelo camarote na Sapucaí. E ser fotografada, claro, que é o que ela mais queria. 

O povo de internet, que não perdoa ninguém, está apavorando o ex-namorado de Marina Ruy Barbosa. Daqui a pouco o mocinho não vai querer nem sair de casa, tadinho. 

Veja algumas piadinhas e comentários: