domingo, 28 de fevereiro de 2016

Dan Stulbach, ex-apresentador do “CQC”, revela desejo de substituir o programa de Jô Soares

O ator e apresentador Dan Stulbach esteve na manhã desta sexta-feira (26) no programa “Morning Show”, da rádio Jovem Pan, e falou sobre seus contratos com a ESPN, Band e desejos na vida profissional.

Depois de curtir a experiência na bancada do programa da Band, Dan afirmou na rádio que gostaria muito de comandar outro programa, como um talk show, por exemplo: “Eu adorei fazer o CQC! Escolhi ter contrato com a Globo por obra para poder escolher os trabalhos que quisesse participar. Na época estava como apresentador do programa da Fátima, surgiu o convite do CQC, e achei que seria um risco e aprendizado. E foi. Foi muito legal, aprendi diversas coisas! É tudo diferente, foi a primeira emissora que pisei fora a Globo. Eu abordava outros tipos de assunto, adorei” disse. Eu adorei fazer o CQC! Escolhi ter contrato com a Globo por obra para poder escolher os trabalhos que quisesse participar. Na época estava como apresentador do programa da Fátima, surgiu o convite do CQC, e achei que seria um risco e aprendizado. E foi. Foi muito legal, aprendi diversas coisas! É tudo diferente, foi a primeira emissora que pisei fora a Globo. Eu abordava outros tipos de assunto, adorei” disse.

Questionado sobre o que gostaria de fazer agora, que o “CQC” chegou ao fim, ele não hesitou: “Adoraria fazer um programa como o ‘Programa do Jô’, iria adorar sim substituir o Jô!”.
Sobre seu contrato com a Band, ele explica: “Minha questão com a Band passa por um programa apenas, que é uma série que faria parte, talvez até dirigiria, para o segundo semestre. É uma série da história do Brasil. Fui ontem ter uma reunião na emissora para poder fazer essa série e depois ficar livre para poder trabalhar em outra emissora”.


Comandando semanalmente o “Bola da Vez” na ESPN, ele disse que pode pintar em outra emissora fechada em breve: “O contrato com a ESPN termina agora e há convite para outra emissora não só para esporte, mas com uma coisa mais ampla”.

Nenhum comentário: